Nota Piauiense lança aplicativo que permite o cadastro de notas

O usuário poderá cadastrar notas fiscais.

A Nota Piauiense vai ficar ainda mais perto do consumidor que não deixa de pedir o CPF na nota em suas compras. O programa da Secretaria da Fazenda está lançando um aplicativo para smartphones que vai otimizar os serviços. Entre as novidades, o usuário poderá cadastrar notas fiscais para conferir posteriormente se elas constam no seu sistema e se os dados batem.

O processo para cadastrar uma nota no aplicativo Nota Piauiense é simples e rápido. De posse do documento, o consumidor vai inserir dados como CNPJ do emissor, o número do documento, valor, data e o tipo de nota, além de poder anexar uma foto.

Em caso de qualquer divergência de dados assim que a empresa emitir a nota para a Sefaz, o consumidor vai poder reclamar online.

Nota Piauiense
Nota Piauiense

“Na hora da compra, o consumidor já pode informar os dados da nota ou cupom fiscal no aplicativo e depois conferir se a empresa informou para a Sefaz. A Sefaz vai notificar as empresas que não informarem documentos indicados no aplicativo”, explica o superintendente da Receita, Antônio Luiz Soares.

Por enquanto, o aplicativo está disponível apenas para smartphones com sistema operacional Android. Para baixar gratuitamente, basta acessar a loja Play Store. 

Outros serviços

Além de cadastrar notas, o consumidor terá no aplicativo os mesmos serviços oferecidos pelo site sefaz.pi.gov.br/notapiauiense, como acompanhar as notas já existentes no sistema, visualizar os bilhetes de sorteio e conferir os créditos gerados de ICMS. Quem ainda não tiver cadastro na Nota Piauiense também poderá baixar o aplicativo.

“A pessoa que já possui cadastro vai fazer login da mesma forma que faz no site com CPF e a senha. Quem não tem cadastro pode baixar o aplicativo e realizar o cadastro também e passar a pedir o CPF na nota”, explica o superintendente.

A Nota Piauiense completa 1 ano no dia 1º de julho. Já são 145 mil cadastros no site e R$ 2 milhões em prêmios distribuídos. Neste período já foram realizados nove sorteios, com prêmios mensais de R$ 50.000, R$ 20.000, R$ 1.000, R$ 500; R$ 250, R$ 100, totalizando R$ 250 mil todo mês.

Além de concorrer a prêmios em dinheiro, quem pede a inclusão do CPF na nota pode receber até 30% do incremento das vendas de varejo dos estabelecimentos que conseguiram o referido incremento em sua arrecadação.

Fonte: Portal Meio Norte