Nova rota de tráfego não diminui congestionamento na zona Leste de Teresina

Nova rota de tráfego não diminui congestionamento na zona Leste de Teresina

Desde ontem, o trânsito na avenida Dom Severino, mudou. A alteração ocorreu no funcionamento do semáforo localizado entre o cruzamento das duas avenidas, que passou de três para dois tempos

Quem trafega diariamente pelas Avenidas Dom Severino e Presidente Kennedy, zona Leste de Teresina, e que, consequentemente, passa pelo cruzamento dessas duas avenidas, já deve ter ficado mais de 5 minutos parados no trânsito. Isso porque este local se tornou um ponto de parada obrigatória dos veículos e motocicletas, por conta dos engarrafamentos quilométricos.

Desde ontem, o trânsito na avenida Dom Severino, mudou. A alteração ocorreu no funcionamento do semáforo localizado entre o cruzamento das duas avenidas, que passou de três para dois tempos (estágios).

Com a mudança, os veículos que passam pela Avenida Dom Severino em direção ao Bairro Morada do Sol estão impedidos de dobrar à esquerda e têm que pegar outras vias para terem acesso ao bairro. Houve mudança ainda para quem trafega pela Avenida Dom Severino e quer ter acesso à Kennedy e também para quem transita pela avenida Dom Severino sentido Ponte Estaiada.

Mas as alterações, que tiveram como objetivo melhorar o fluxo de veículos, não surtiu efeito. Entre os motoristas, as reclamações são as mesmas. Segundo eles, nos horários de pico, a parada no cruzamento é de quase 10 minutos. Antônio Magno, que trabalha como motorista particular e passa todos os dias pelo local, conta que o tempo dos sinais é muito curto, o que faz com que a demora para cruzar a avenida seja ainda maior.

“Quando o sinal abre passam poucos carros e as filas vão se formando”, relata o motorista que vai todos os dias do Mocambinho, zona Norte, para o São João, Bairro localizado na zona Leste de Teresina.

Denise Barbosa trabalha no local todos os dias e acompanha de perto a confusão do trânsito nos horários de pico. “Na Dom Severino, na parte da noite, o engarrafamento é grande, as filas de carros, ônibus e motos ficam enormes nesse turno”, comenta.

A equipe de reportagem tentou contato com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito, mas até o fechamento da matéria ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Aline Damasceno