Novas regras para tirar carteira de habitação dividem opiniões

Essa medida divide opiniões dos futuros e velhos alunos. A estudante de nutrição Maysa Cavalcante acha os valores exorbitantes.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (03) DO JORNAL MEIO NORTE

Desde a última segunda feira (1ª), entrou em vigor as novas regras para quem for tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do tipo B. Na nova regra, formulada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), os alunos terão que fazer 25 aulas práticas, que antes eram 20, e consequentemente, terão mais tempo para aprender as partes teóricas de direção, porém os gastos vão aumentar.

Essa medida divide opiniões dos futuros e velhos alunos. A estudante de nutrição Maysa Cavalcante acha os valores exorbitantes. “Quando tirei a carteira de motorista, os valores já eram muito caros. Na época, tirei somente a b que foi R$ 1.200, fora as taxas, que foram quase 300 reais, e agora vai ficar mais caro ainda.”

Outros, por outro lado, acreditam em um consenso. Diz a estudante de educação física Alana Karine. “É relativo, pois com o aumento de aulas práticas também melhoram nosso aprendizado, porém ao mesmo tempo, é ruim para o nosso bolso. Então acredito que deveria continuar o mesmo valor.” Afirma.

Segundo o Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN), a medida serve para deixar o trânsito mais seguro e que as Detrans de todo Brasil, tiveram seis meses para se adequar à mudança, mas não informou o que acontece com o estado que não cumprir a resolução.

Repórter: Daniely Viana

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Daniely Viana