Noé: Firmino segmentou Saúde em três partes

Noé: Firmino segmentou Saúde em três partes

Segundo ele, Hospital da Polícia Militar tem o espaço para UTI, mas não funciona

O novo presidente da Fundação Municipal de Saúde, Noé Fortes, falou hoje ao meionorte.com sobre as expectativas neste início de gestão. ?Nossas metas são aumentar o número de leitos, aumentar também na UTI, inserir o Hospital da Polícia Militar nesse contexto, para termos um melhor atendimento a população de Teresina e de outros domicílios?, disse. Confira entrevista na íntegra abaixo:

Noé Fortes explicou que o prefeito Firmino Filho segmentou a Saúde de Teresina em três partes: Secretaria Municipal de Saúde, para cuidar de questões políticas, tratar com Ministério da Saúde e com a secretaria estadual, tratar de orçamentos, financiamentos, e etc; A Fundação Hospitalar, que cuidará dos hospitais; e a Fundação Municipal de Saúde, responsável pelas grandes endemias, programas e consultas.

?O prefeito disse que quer investir em equipamentos e na criação de mais leitos. Estamos trabalhando também com o Hospital da Polícia Militar para que a UTI de lá funcione. Lá não funciona, só tem o espaço?, disse o presidente.

Noé Fortes disse que assume a presidência da FMS sob recomendações expressas do prefeito. ?O que ele passou para nós foi o seguinte: Eu quero trabalho, eu quero frequência, quero que você chegue cedo ao trabalho, fiscalize quem não está trabalhando, eu quero solução para que todos que moram nesta cidade possam ser bem atendidos.?, disse o presidente.

Fonte: Andrê Nascimento