Núcleo de Educação em Saúde leva informação a 7 mil instituições

Série de atividades permanentes de educação em saúde.

Levar informação sobre cuidados em saúde a todos os tipos de público. Com este objetivo, a Fundação Municipal de Saúde realizou 7.489 visitas a escolas e outras instituições, com 250 ações educativas em todo o município e distribuição de mais de 200 mil fôlderes e outros materiais informativos.

O trabalho é feito pelo Núcleo de Educação em Saúde (NESC), e faz parte de uma série de atividades permanentes de educação em saúde em parcerias com escolas, hospitais, organizações da sociedade civil e outros órgãos públicos e privados. “Nosso objetivo é despertar em toda a sociedade o espírito de contribuição coletiva para a minimização dos índices vetoriais de doenças, consideradas graves problemas de saúde pública, como por exemplo, a dengue”, afirma Júlia Santos, chefe do núcleo.

Júlia explica que as atividades desenvolvidas pelo NESC priorizam as relações dialógicas, contribuindo para a formação de consciência sanitária crítica, possibilitando o pleno exercício de cidadania. Os profissionais montam stands e organizam palestras sobre assuntos como dengue, raiva, calazar, diarreia drogas, violência, Hanseníase e Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). No ano de 2015 foram realizadas 203 palestras e 247 ações com stand até o mês de novembro, com participação de aproximadamente 48 mil pessoas.

 Os stands são equipados com kit’s multimídia (notebook, data show, TV, DVD, caixas de som e microfone), microscópio e lupas de mesa, material educativo, amostras do ciclo biológico do Aedes aegypti e de material reciclável que serve de possível criadouro do mosquito. “Com isso, queremos mostrar que este material pode ser reaproveitado e não apenas descartado, criando possibilidades para a formação de criadouros do Aedes aegypti”, explica Júlia Santos.

O NESC também realiza ações educativas nos mutirões de limpeza, que têm como objetivo reforçar o recolhimento de lixo suscetível a acumular água e se tornar criadouro do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Este ano foram realizados 13 mutirões de limpeza pela FMS em parceria com as Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs), com um total de 597,137 toneladas de lixo recolhido.

Fonte: Com informações da Assessoria