Oito homens morrem em acidente em 24h na Grande Teresina

Os acidentes aconteceram na região da Grande Teresina

O Instituto de Medicina Legal (IML) registrou morte de oito homens por acidente de trânsito na Grande Teresina nas últimas 24 horas.

Uma das vítimas , o pedreiro, Wallace Sousa Silva, 45 anos, morava no conjunto Dirceu Arcoverde II, zona sudeste de Teresina. A outra vítima foi o vendedor Bruno Augusto da Silva, 29 anos, que morreu em colisão de sua motocicleta com uma picape estrada na avenida Mirtes Melão, no bairro Alto da Ressureição, na zona sudeste de Teresina.

O IML registrou  a morte de Carlos Maciel Alves da Costa, 30 anos, em via pública. Ele era montador industrial e morava no bairro Santa Fé, zona sul de Teresina.

Também morreu vítima de acidente de trânsito, Francisco Machado de Carvalho. Ele morreu no HUT (Hospital de Urgência de Teresina) em consequência do acidente em que sofreu. Ele era natural da cidade de Esperantina, mas morava na Fazenda Nova, zona rural do município de Morro do Chapéu.

Também morreu de acidente de trânsito o traballhador rural Manoel Santos da Silva Neto, 58 anos. Ele residia no povoado Alto da Cruz, no município de São Pedro do Piauí.

Morreu vítima de acidente de trânsito, por volta das 1h30 deste sábado (6), na rodovia BR-343, em Altos, o frentista Renato Pereira de Sousa, 29 anos.

Segundo a família, Renato estava indo de motocicleta de Teresina, onde morava no bairro Alto da Ressureição, zona sudeste de Teresina, para o município de Beneditinos, onde mora seus pais. Renato Pereira de Sousa trabalhava em Teresina e tinha dois filhos.

Morreu vítima de acidente de trânsito, o lavrador José Maria de Miranda, 60 anos. Ele morava no povoado Macambira, zona rural do município de Amarante.

Outra vítima de acidente de trânsito foi o lavrador Edivaldo Pereira da Costa, 46 anos. Ele morreu em consequência do acidente que sofreu no Km 10, da Rodovia Pi-113, que liga o município de José de Freitas a Teresina. Edivaldo morava em José de Freitas.


Repórter: Efrém Ribeiro

Fonte: Efrém Ribeiro