Onça-parda é capturada após ficar 16 horas em cima de árvore

O resgate foi feito por equipes do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres.

A onça que estava há dezesseis horas em cima de uma árvore foi capturada na noite desta quarta-feira (16), em Caarapó, a 273 km de Campo Grande. O resgate foi feito por equipes do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (Cras), do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar Ambiental (PMA) com o uso de sedativos (veja o vídeo da captura ao lado).



De acordo com o capitão dos bombeiros José Pinheiro de Souza, um médico veterinário do Cras disparou um dardo tranquilizante para sedar o animal. Equipamentos dos socorristas foram utilizados para que o animal não caísse no chão e se machucasse durante a ação.

O veterinário Álvaro Cavalcante confirmou que o felino é uma onça-parda com aproximadamente 50 quilos. O médico do Cras disse ainda que o animal não tinha ferimentos. "Ela [onça] estava tranquila. Geralmente, esses animais saem perdidos do ambiente deles e na hora que se dão conta da "bobagem", sobem na primeira árvore que encontram", explicou Cavalcante.

O felino será solto ainda na noite desta quarta-feira, de acordo com o veterinário, em uma área de 4 mil hectares localizada em uma fazenda no município de Itaquiraí, distante 402 km de Campo Grande.

Vizinhos disseram aos policiais ambientais que o animal foi visto no alto da árvore por volta das 2 horas desta quarta-feira. Toda a quadra foi interditada e, de acordo com o Corpo de Bombeiros, cerca de 500 pessoas acompanharam o monitoramento do animal.

Uma mulher que passava pela avenida Dom Pedro II se assustou ao ver a onça em cima da árvore e acionou os bombeiros às 8h40. A onça permaneceu nos galhos da árvore em uma altura aproximada de 6 metros.

Segundo a PMA, não há reserva ambiental próxima à cidade, por isso os policiais acreditam que o animal tenha se deslocado de uma área rural.

Fonte: G1