Ônibus com universitários capota, mata 18 e 30 ficam feridos em SP

Capitão do Corpo de Bombeiros afirma que 16 morreram e 30 feridos

Um ônibus que levava 46 pessoas capotou na rodovia Mogi-Bertioga na noite de quarta-feira (8) no litoral de São Paulo. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros e da Polícia Civil, 18 pessoas, incluindo o motorista, morreram e as outras 30 ficaram feridas.

A rodovia foi totalmente interditada e todas as vítimas com vida foram resgatadas e levadas a hospitais próximos. Um guincho realizava o trabalho de retirada do coletivo até às 2h. A pista foi liberada às 6h55. Um número ainda não confirmado de feridos está em estado grave.

O veículo levava estudantes de três unidades de ensino da cidade de Mogi das Cruzes para o município de São Sebastião. O ônibus seguia em comboio com outros três veículos pelo km 84, no limite entre os municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga. Neste momento, o coletivo bateu em um rochedo na pista contrária, capotou e caiu em um barranco.

 Equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do litoral de São Paulo, e também de municípios próximos da região, foram deslocadas para prestar atendimento às vítimas. Equipes do Departamento de Estradas e Rodagem (DER) também estão no local. A rodovia seguirá interditada até 8h.

Segundo Edemir Pedralli, pai de uma das vítimas, a situação no local ainda é incerta. "Minha situação é de angustia. Não sei o que aconteceu, não sei se meu filho está bem, se ele foi socorrido. Estava dormindo quando soube da notícia.", disse o homem. Ainda de acordo com Edemir, seu filho cursa engenheira civil na Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

As vítimas foram levadas para o Hospital Municipal de Bertioga, para o Hospital Santo Amaro, em Guarujá, e para o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, que fica em Mogi das Cruzes. De acordo com o delegado Fábio Pierri, não chovia e não havia neblina no momento do acidente, mas a pista poderia estar escorregadia.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, os corpos serão enviados para os IMLs de Guarujá e Mogi das Cruzes, mas há a chance de que alguns corpos sejam enviados para a unidade de Santos. O caso será investigado pela Delegacia Sede de Bertioga.


Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1