Operação identifica irregularidade em venda de gás de cozinha

Revendedor era convidado a acompanhar a análise definitiva

A operação GLP, realizada pelo Instituto de Metrologia do Piauí, no período de 8 a 31 de julho deste ano, fiscalizou 38 depósitos e postos de revenda de gás de cozinha, em Teresina. Desse total, 28% apresentaram irregularidade nos lotes dos botijões fiscalizados.

A ação do Imepi atendeu a um requerimento do vereador Edilberto Borges, da Câmara Municipal de Teresina, mediante denúncia feita pelo Ministério Público. Durante a operação, que já era feita mensalmente pelo Imepi, os técnicos do instituto visitaram os postos de revenda dos botijões em vários bairros da capital.

Em caso de irregularidade, o revendedor era convidado a acompanhar a análise definitiva, feita no próprio local de venda. As irregularidades redundam em autuações e multas. Por isso, as empresas distribuidoras responsáveis pelo envase e requalificação dos botijões foram autuadas e multadas.

"Vamos continuar vigilantes intensificando as fiscalizações nesta área para garantir as boas relações comercias e a defesa do consumidor piauiense", ressaltou Maycon Danilo, diretor geral do Imepi.

Fonte: Jornal Meio Norte