Padre faz flash mob inspirado em Psy para divulgar festa de Santo

Padre faz flash mob inspirado em Psy para divulgar festa de Santo

Vídeo com coreografia em paróquia de Guarulhos foi colocado na internet.

Uma quermesse de Santo Antônio em Guarulhos, na Grande São Paulo, ganhou uma propaganda inusitada este ano: um flashmob reunindo fiéis e até o padre dançando em frente à igreja. O vídeo foi publicado nas redes sociais para divulgar a festa do santo padroeiro da paróquia da Vila Augusta, que começou na noite deste sábado (18) e vai até junho.

No flash mob, fiéis vão chegando à paróquia da avenida Guarulhos, atraídos pelo som dos sinos. Em seguida, todos fazem a coreografia e cantam ?Aleluia?. O vídeo da iniciativa foi publicado no site e nas redes sociais da igreja e também no YouTube. A ideia surgiu em uma conversa sobre o clipe do hit Gangnam Style, do sul-coreano Psy.


Padre faz flash mob inspirado em Psy para divulgar festa de Santo Antônio

?Essa ideia começou em janeiro. O padre tinha visto uma freira naquele vídeo do Gangnam Style, daí pensei, por que não fazer um flash mob??, conta Franciane Priscila Rosa Braz, 19 anos, que desde então trabalha para organizar o encontro. Ela também ajudou na coreografia e na organização.

Os flash mobs são aglomerações instantâneas, organizadas nas redes socais, e que viraram moda com a internet. Um grupo prepara algo inusitado, combina previamente e, ao mesmo tempo, todos aparecem surpreendendo quem está em local determinado. Em seguida, se dispersam.

?A gente queria pensar em algo diferente, fora do normal, para divulgar a festa, e que fosse na internet. Aí surgiu a inspiração de criar o flash mob?, conta o padre Edson Roberto dos Santos, que aparece dançando e, ao final do vídeo, deixa uma mensagem convidando todos para ir à quermesse. ?Ainda mais hoje que a própria igreja estimula a evangelizar pela internet.?

?A gente ousou?, diz Franciane. Segundo ela, foram vários ensaios até o produto final, filmado em um domingo à tarde. Cinco câmeras de vídeo foram colocadas em pontos próximos da paróquia. O estacionamento de um mercado em frente à igreja, que fica em cima do estabelecimento, ajudou a evitar que o movimento dos carros atrapalhasse as imagens.

Também foi preparado um vídeo prévio com o passo a passo da coreografia para que todos pudessem ensaiar. Já a música foi escolhida entre as que tocam nos cultos. ?Ela significa acolhida para quem está chegando?, diz padre Edson.

Já sobre a repercussão do vídeo, o padre afirma ter ouvido muitos elogios e também muitos comentários de pessoas surpresas com a iniciativa.

?As pessoas falaram: Nossa, o padre dança? Padre também dança?, diz ele. ?Muita gente veio falar. Para a comunidade, foi uma novidade, porque foi a primeira vez que dancei publicamente. Mas a dança é algo tão natural do ser humano. E, no nosso caso, é um louvor a Deus?, afirma.

O padre, de 33 anos, considera que sua juventude ajuda a entender melhor a evolução de meios como a internet na sociedade, mas diz que nem todos os fiéis aprovam essa ?modernidade?. ?Causa um estranhamento ver um padre dançando, mas pessoas arcaicas existem em todo lugar, dentro e fora da igreja?, afirma. ?A internet tem estimulado a participação dos jovens.?

Só que não basta ?curtir? a página do Facebook da igreja, diz. ?Tem que participar. Nosso trabalho é presencial, de comunidade?, afirma.

Fonte: G1