Pais deixam as compras de material escolar para última semana

“Só consegui fazer as compras no meu dia de folga e senti o dia mais mais tranquilo, pois como é a última semana, acredito que muitos se anteciparam”, conta.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (29) DO JORNAL MEIO NORTE

Já é costume os pais deixarem para fazer as compras de material escolar nas últimas semanas. Em Teresina, a situação é confirmada nas livrarias e papelarias lotadas de pais e crianças, que ainda buscam por bons preços e qualidade nos produtos. Por isso, os pais devem ter muita paciência e está dispostos a pagar mais caro em alguns produtos.

Para a assistente de telemarketing, Lena Meireles, mãe de 2 filhos, pretende gastar cerca de R$ 150 reais, e conta que o trabalho diário é uma das justificativas das compras para última hora. “Só consegui fazer as compras no meu dia de folga e senti o dia mais mais tranquilo, pois como é a última semana, acredito que muitos se anteciparam”, conta.

Lena é mãe de crianças de 9 e 14 anos, e conta o que prioriza o preço e a qualidade, ainda diz o diferencial na hora das compras. “Esse ano a lista de material escolar foi até menor do que ano passado, e ainda facilita pois compro uma parte do material na própria escola como as apostilas. Isso me ajuda, já que a escola é bem acessível em dividir da forma como os pais podem pagar”, explica.

Além da presença dos pais, é nítido também o aumento de crianças nos estabelecimentos. São crianças, em sua maioria, de 4 a 10 anos que já tem ideia do que querem. É o caso de Tainá de 7 anos, que prefere marcas típicas das crianças de sua idade, a mãe Sandra Costa, explica como consegue conciliar o gosto de ambas. “Procuro pelo preço, e mesmo minha filha gostando de produtos de marca, nós conversamos e ela não dá trabalho”, afirma.

Fonte: Daniely Viana