Pais precisam ficar mais atentos para regularidade de transportes escolares

Próximo do início das aulas, os pais de alunos que utilizam transporte escolar devem ficar de olho nos itens obrigatórios para que eles fiquem atentos

Falta pouco para as aulas começarem e os pais não podem esquecer os cuidados que devem ter na hora de contratar um transporte escolar. O primeiro deles é verificar se ele está regular.

Para garantir a segurança dessas crianças, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) está realizando a vistoria e renovação das permissões para os veículos que fazem transporte escolar em Teresina.

O diretor de Transportes da Strans, Ricardo Freitas, afirma que os pais precisam ficar atentos a alguns detalhes para evitar a contratação de transporte irregular.

Hoje, são 20 vans cadastradas junto à Strans e somente elas podem fazer esse transporte na capital. ?Para saber se a van é cadastrada e está regular, os pais podem pedir o alvará, que permite que eles realizem esse tipo de serviço e ainda observar o adesivo no carro, que eles recebem depois de serem vistoriados?, alertou.

Muitos itens são observados durante essa vistoria, como tacógrafo, sinalização indicativa de que o veículo é escolar, cinto de segurança, balaustre para que as crianças possam segurar, dentre vários outros.

Todos estes são itens previsto no Código de Transito Brasileiro e são imprescindíveis para manter a segurança das crianças nesses veículos. ?Se a van está irregular, é porque provavelmente está faltando um desses itens e essa falta acarreta perigo, por isso os pais precisam ficar atentos?, disse.

A vistoria é realizada todos os anos nos meses de janeiro e julho para verificar as condições dos veículos e garantir segurança para pessoas que fazem uso desse tipo de serviço.

Para evitar problema com o retorno ao período letivo, a Strans solicita que os proprietários dos veículos que prestam esse serviço na capital, procurem o Strans antes do final do mês de janeiro. O prazo final da vistoria é o dia 31 deste mês.

?Gostaríamos que as pessoas comparecessem o mais rápido possível à Strans a fim de agilizar a vistoria para evitar problemas de última hora?, alerta Ricardo afirmando ainda que somente poderão prestar o serviço as pessoas que renovarem a permissão e realizarem a vistoria dos seus veículos.

O alvará conseguido junto à Strans tem validade de apenas um ano, por isso a necessidade de os proprietários de vans irem novamente ao local.

Fonte: Pollyana Carvalho