45 mil na Paixão de Cristo em Teresina

O público compareceu protegido por seus guarda chuvas para prestigiar o grupo mais tradicional de Teresina

Nem a chuva conseguiu ofuscar o brilho das apresentações do espetáculo da Paixão de Cristo do grupo de teatro do Monte Castelo. O público compareceu protegido por seus guarda chuvas para prestigiar o grupo mais tradicional de Teresina que apresenta há 21 anos o espetáculo que reconta a história de vida de Jesus Cristo, utilizando como locação as montanhas do bairro.

Foram três dias de apresentações, culminando com a morte por crucificação de Cristo, o ponto mais alto da encenação, que aconteceu na sexta-feira da paixão. De acordo com o coordenador geral e cenógrafo do grupo, Luís Tito Vieira, são cerca de 220 pessoas envolvidas, entre técnicos, atores e figurantes. ?Só com fala são 105 atores, que se envolvem profundamente durante meses para que tudo saia correto e bonito?, disse.

O público estimado para os três dias é de 45 mil pessoas que assistem com atenção às mudanças deste ano. ?São mudanças que servem para otimizar o espetáculo. Por exemplo, um cenário se transforma em três e as mudanças são feitas durante o espetáculo. Ao todo o investimento está orçado em R$ 100 mil, que foram conseguidos através do Governo do Estado, Prefeitura e outros patrocinadores?, explica.

Na primeira noite foram apresentadas a unção, o sermão da montanha e as curas, entre outras. Na quinta-feira (9) foi apresentado o cinédrio, entrada de Jesus em Jerusalém, Herodes, a Santa Ceia, Prisão de Jesus e Fogaréu. O último dia reservou as maiores emoções como o julgamento de Cristo perante Pilatos, o Cinédrio, enforcamento de Judas, crucificação e ascessão de Jesus.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br