Papa cai ao ser empurrado durante início da Missa do Galo

Uma mulher não-identificada burlou a barreira de segurança na basílica de São Pedro

 Uma mulher não-identificada burlou a barreira de segurança na basílica de São Pedro do Vaticano nesta quinta-feira, no momento em que o papa Bento 16 entrava no local, derrubando-o ao chão no momento em que ele se preparava para dar início à Missa do Galo.

Segundo Ciro Benedettini, porta-voz do Vaticano, o papa se levantou rapidamente, sem sofrer ferimentos, e continuou a sua caminhada até o altar para celebrar a tradicional missa. Max Rossi/Reuters Papa durante a celebração de Missa do Galo; papa caiu no início da cerimônia Papa Bento 16 durante a celebração de Missa do Galo; pontífice caiu no início da cerimônia ao ser empurrado por uma mulher

De acordo com o porta-voz, a mulher --que aparentemente sofria de problemas mentais-- foi detida pela polícia do Vaticano. Segundo Federico Lombardi, outro porta-voz do Vaticano, a mulher em questão, descrita como "instável" se atirou na direção do papa quando ele entrava na basílica. No ano passado, ela teria tentado atacar Bento 16, também na Missa de Natal.

O cardeal Roger Etchegaray também foi derrubado ao chão no incidente, e foi levado ao hospital para passar por exames médicos. Ele teria fraturado o fêmur na queda, segundo Lombardi. A quinta missa do pontificado de Bento 16 teve início às 22h (19h de Brasília), duas horas mais cedo que o horário tradicional da meia-noite.

O novo horário foi adotado pela Santa Sé para poupar o pontífice de 82 anos, que nesta época do ano preside uma série de celebrações e cumpre uma agenda intensa. No início do mês, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, explicou que a decisão de antecipar o início da missa celebrada na noite de Natal teria como objetivo "aliviar um pouco o cansaço" do papa.

Milhares de pessoas, que desde o final da tarde lotaram a basílica no Vaticano, se reuniram para assistir à missa, realizada em uma noite chuvosa. A cerimônia teve início com o antigo texto que anuncia o nascimento de Cristo, e que foi cantado no princípio da missa em latim por um cantor da Capela Sistina.

No momento da oração dos fiéis, serão lidos pensamentos em várias línguas, que mudam a cada ano --na noite de hoje serão russo, francês, filipino, português e alemão. Como representante do Estado italiano, assiste à missa o presidente do Senado, Renato Schifani.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br