Para descansar, presidente Dilma passeia de lancha com a família no litoral da Bahia

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, passeio foi pela manhã. Presidente viajou para a Bahia com sete familiares para descansar.

A presidente Dilma Rousseff passeou de lancha nesta sexta-feira (26) com a família no litoral da Bahia. Dilma está acompanhada de sete familiares, na Base Naval de Aratu para um breve período de descanso antes de ser reempossada no cargo no dia 1º de janeiro.

O trajeto percorrido no passeio não foi confirmado pela assessoria do Palácio do Planalto, que informou que não irá comentar nem divulgar qualquer informação sobre as "atividades privadas" de Dilma e se limitou a confirmar que o passeio foi pela manhã.

A bordo da lancha Amazônia Azul, de propriedade da Marinha, Dilma estava de boné branco, óculos escuros e usava uma blusa com estampa de flores.

Na Bahia, a presidente está acompanhada da filha, Paula, do neto, Gabriel, da mãe, Dilma Jane, do genro, de uma tia, de um sobrinho e da esposa do sobrinho.

Clique e curta a página do Portal Meio Norte no facebook.


Refúgio presidencial

Desde que assumiu o comando do país, em 2011, Dilma tem escolhido a base de Aratu para repousar nos períodos de folga. A última vez que ela esteve no local foi no final de outubro, poucos dias após se reeleita.

A estrutura militar está localizada na península São Tomé de Paripe, na baía de Aratu, no subúrbio ferroviário de Salvador.

A comitiva presidencial desembarcou na base naval na tarde desta quinta (25), após passar a noite de Natal no Palácio da Alvorada. Segundo a assessoria da Presidência, a chefe do Executivo deve retornar para Brasília até a próxima segunda (29), quando deve concluir a reforma ministerial para seu segundo mandato.

Novos ministros

Até o momento, Dilma já anunciou os titulares de 17 pastas. Devido à pressão do mercado, a definição começou pela área econômica: Joaquim Levy para a Fazenda, Nelson Barbosa no Planejamento e Armando Monteiro Neto para o Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Também foi confirmada a permanência de Alexandre Tombini na presidência do Banco Central.

Na última terça (23), Dilma divulgou os nomes de outros 13 ministros que farão parte do primeiro escalão de seu governo. Foram anunciados os nomes de Aldo Rebelo (que deixou os Esportes para chefiar a pasta de Ciência, Tecnologia e Inovação); George Hilton (Esportes); Cid Gomes (Educação); Edinho Araújo (Portos); Eduardo Braga (Minas e Energia); Eliseu Padilha (Aviação Civil); Helder Barbalho (Pesca); Kátia Abreu (Agricultura); Vinicius Lajes (Turismo); Jaques Wagner (Defesa); Gilberto Kassab (Cidades); Nilma Lino Gomes (Igualdade Racial); e Valdir Simão (Controladoria Geral da União).

Também no dia 29, há a expetativa do anúncio das primeiras medidas econômicas que serão adotadas para o ano que vem. Embora definidas pela futura equipe, as ações terão de ser apresentadas pela atual, devido ao princípio da anterioridade, que é a divulgação das medidas no exercício anterior ao qual vão começar a vigorar.

A posse presidencial será realizada no dia 1º de janeiro. A previsão é que, em seguida, Dilma tire três dias de folga em Aratu a partir do dia 2, com volta programada para Brasília no dia 5.

Fonte: G1