Para escapar de protesto, caminhão pega via proibida e mata um ciclista

Polícia disse que caminhoneiro tentou fugir de protesto por rota proibida

Um motorista de caminhão que trazia grãos para o Porto de Santos resolveu "driblar" a manifestação que aconteceu na rodovia Cônego Domênico Rangoni, na noite desta quarta-feira (26), e acabou atropelando dois jovens que estavam em uma ciclocia em Guarujá, no litoral de São Paulo, após pegar um acesso proibido para os caminhões. Um dos jovens morreu no local, antes da chegada do resgate.

Os três amigos estavam de bicicleta parados em uma ciclovia que fica ao lado do Pronto Atendimento Médico (PAM) da rodoviária do município. "Tinha um poste e a gente parou lá porque o sinal estava aberto. Nessa hora que a gente parou, um caminhão veio por onde não podia vir e levou os dois garotos que estavam na minha frente", explica um dos estudantes, que não se feriu.

Um jovem, de 16 anos, que estava de carona na bicicleta de um amigo, morreu no local. A outra vítima, de 17 anos, teve vários ferimentos pelo corpo. "Nós vimos ele virando, mas não sabia que ele ia pegar. Nós estávamos na calçada e esperamos ele passar, mas ele nos arrastou", lembra o rapaz.

O motorista do caminhão foi preso em flagrante e levado para a delegacia sede de Guarujá. "Segundo a versão do motorista, estava ocorrendo uma manifestação dos populares e ele conseguiu fugir da rota.

Só que, essa rota que ele passou, é proibida. Segundo a versão dele, ele não viu o momento do atropelamento e continuou conduzindo, por isso que houve essa grande lesão nas vítimas", afirma o delegado Wagner Camargo Gouveia.

Manifestação

Um grupo de aproximadamente 50 pessoas interditou um dos principais acessos à margem esquerda do Porto de Santos, que fica no distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá. O protesto aconteceu nesta quarta-feira. Os manifestantes interditaram a Rua Idalino Pinês, mais conhecida como Rua do Adubo, que liga a Rodovia Cônego Domênico Rangoni à avenida Santos Dummont, onde estão os principais terminais portuários da margem esquerda do Porto.

Fonte: G1