Parada Gay deve reunir 3 milhões de pessoas na Avenida Paulista

Pelo menos 400 mil turistas estão em SP para o evento, diz organização.

Cerca de 3 milhões de pessoas deverão lotar a Avenida Paulista na tarde deste domingo (6) para participar da 14ª Parada do Orgulho Gay, pelos cálculos da organização. O evento começa às 12h e contará com 14 trios elétricos, que seguirão em direção ao Centro de São Paulo pela Rua da Consolação.

Com o tema ?Vote contra a homofobia, defenda a cidadania?, a edição 2010 dá à festa tons políticos. ?Já passamos da fase da visibilidade?, afirmou Manoel Antonio Ballester Zanini, tesoureiro da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT). ?O que a gente percebe do movimento é que está havendo um certo cansaço pela não resposta?, acrescentou, referindo-se à discriminação sofrida por homossexuais.

Para mostrar o descontentamento do movimento, o colorido dará lugar ao preto-e-branco na festa. ?Pensamos em demonstrar a indignidade na arte gráfica, em nossos materiais.? O organizador destaca um dos carros. ?Prestem atenção ao carro sobre homofobia no futebol?, relatou.

Turismo

Segundo a São Paulo Turismo (SPTuris), a parada é o evento que mais atrai turistas para a capital paulista. Pelo menos 400 mil turistas vindos de todo o Brasil e do exterior lotaram hotéis da cidade. Pesquisa do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB) indica que a festa irá gera à cidade uma receita de até R$ 200 milhões.

?O turismo GLS é um segmento que cresce no mundo todo e movimenta fortemente a economia dos destinos caracterizados pela diversidade, uma das facetas mais marcantes da capital paulista?,afirmou o diretor de Turismo e Entretenimento da SPTuris, Luiz Sales.

Para atender os estrangeiros, a Polícia Militar contará com policiais bilíngues que, além de garantir a segurança, serão responsáveis por tirar dúvidas de quem não fala português. Identificados com bandeiras dos países no uniforme, eles desenvolverão conversação em italiano, japonês, espanhol, inglês, francês e alemão.

Estrutura e segurança

Quem se sentir mal durante a festa poderá facilmente ser atendido. Haverá quatro postos médicos no trajeto: no Masp; na esquina da Avenida Paulista com a Rua da Consolação; no recuo do Cemitério da Consolação; e na Rua Maria Antônia. Cerca de 900 banheiros químicos, sendo 70 deles para deficientes, estarão distribuídos em todo o percurso.

A segurança dos participantes estará nas mãos de 3 mil homens, entre guardas-civis (700), policiais militares (1.300) e vigilantes particulares (1 mil). Eles atuarão para evitar qualquer ação homofóbica ou violenta que possa a vir ser praticada por grupos de intolerância ?como a que aconteceu no ano passado, quando um homossexual foi agredido e morto durante a parada.

A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) está monitorando pela internet possíveis ações que estejam sendo feitas em sites contra a Parada Gay. Na mira dos policiais civis estão os Carecas, White Powers e Skinheads, maiores gangues de cunho homofóbico.

Ainda há a preocupação com a presença de punks, tradicionais rivais destes três grupos.

Geralmente, as gangues se concentram na Paulista, Consolação, Rua Augusta e região dos Jardins. ?Vamos ficar de olho em toda pessoa que for suspeita de integrar esses grupos de intolerância. Pessoas com coturno, cabeças raspadas?, afirma a delegada Margarette Barreto, titular da Decradi. A equipe conta ainda com um álbum e diversas fotos cadastradas de integrantes das gangues que já tiveram passagem pela polícia.

A própria organização da parada alerta para possíveis agressões e pede aos participantes que evitem ficar nas ruas ao término do evento. ?Incentivamos as pessoas a irem para casas noturnas e bares?, afirmou o presidente da APOGLBT, Alexandre Santos.

Transporte

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) irá realizar um esquema especial de trânsito. A Paulista será interditada, em ambos os sentidos, no trecho entre a Alameda Joaquim Eugênio de Lima e a Rua Peixoto Gomide entre as 10h e 11h30. A partir deste horário, a avenida será interditada, em ambos os sentidos, no trecho entre as ruas Peixoto Gomide e da Consolação.

A Consolação, por sua vez, será interditada a partir das 12h, em ambos os sentidos entre as avenidas Paulista e a Ipiranga; já a pista da esquerda, sentido Centro, será interditada entre as avenidas Ipiranga e São Luis.

A CET recomenda que o público utilize o transporte público para ir até a festa. No domingo, a companhia irá restringir o estacionamento de veículos nas ruas Cincinato Braga, São Carlos do Pinhal, Antonio Carlos, Bela Cintra e na Alameda Santos.

Fonte: g1, www.g1.com.br