Parentes se sentem aliviados com resgaste de corpos

As informações são do advogado Marco Túlio Moreno, cujos pais estavam no avião

Após seis dias de angústia, familiares de passageiros que estavam no voo 447, da Air France, receberam com alívio a notícia de que dois corpos foram resgatados na manhã deste sábado (6).

As informações são do advogado Marco Túlio Moreno, cujos pais estavam no avião. Segundo ele, a notícia foi dada por oficiais da Marinha e da Aeronáutica por volta das 12h40.

?Eu recebi a notícia da melhor forma possível, porque todos nós estávamos muito angustiados. Agora temos uma evidência do que aconteceu com o avião. Isso diminui a angústia de todos nós. Alguns se abraçaram, outros choraram, mas a sensação de todos é de alívio depois desses dias sem resposta?, declarou.

O advogado disse, ainda, que não foram informados dados sobre idade, características ou estado que foram encontrados os corpos. De acordo com ele, os familiares agora buscam saber o quê houve com o avião durante o voo para Paris. Marco Túlio disse que a angústia passa a ser pelas causas do acidente.

?Esperamos que as causas para o acidente sejam descobertas o mais rápido possível. Estamos todos apreensivos e esperamos que isso termine logo. Fico feliz por esse resultado de hoje, mais feliz pela família dos corpos que apareceram?, completou.

O local onde foram encontrados os corpos e os destroços fica a cerca de 69,5 km do ponto onde houve o ultimo reporte eletrônico automático de falha do Airbus e a cerca de 900 quilômetros de Fernando de Noronha.

O Airbus da Air France desapareceu sobre o Oceano Atlântico na noite do último dia 31 no trajeto entre o Rio de Janeiro e Paris.

O resgate

A Aeronáutica fez o anúncio do resgate neste sábado (6), durante entrevista no Recife (PE). Segundo o órgão, foram encontrados na água peças e dois corpos de ocupantes do Airbus da Air France.

Segundo a Aeronáutica, os destroços foram detectados pelo avião-radar R99 da Força Aéra entre 5h e 6h da manhã. Às 8h07, foi confirmada visualmente a existência de destroços na área por um avião da FAB. Às 9h10, a corveta Caboclo, da Marinha, avistou o primeiro corpo na mesma área.

Às 9h30, o corpo foi recolhido pela tripulação do navio e reconhecido como sendo do sexo masculino.

Uma poltrona azul com número de série 237011038331-0 também foi recolhida, mas a Aeronáutica informa que ainda aguarda a confirmação da Air France se ela corresponde à aeronave.

Também foram encontradas uma bolsa com um bilhete da Air France e uma mochila que continha um laptop. Em cada mochila havia nome, mas a Aeronáutica esclarece que estes não necessariamente se relacionam aos corpos encontrados. Uma das mochilas tinha dentro um cartão de vacinação.

Segundo a Aeronáutica, uma idenficação inicial será feita em Fernando de Noronha, e em seguida os objetos e os corpos serão enviados para Recife, onde serão examinados por peritos da Polícia Federal e do Insitituto Médico Legal (IML) e onde será feita a confirmação.

O local onde foram encontrados os corpos e os destroços fica a cerca de 69,5 km do ponto onde houve o ultimo reporte eletrônico automático de falha do Airbus e a cerca de 900 quilômetros de Fernando de Noronha.

Segundo informou à GloboNews, Marco Tulio Moreno, parente de um dos passageiros, Antes de repassar as informações à imprensa, a Aeronáutica informa os parentes dos passageiros.

A aeronave transportava 228 pessoas de 32 nacionalidades, entre passageiros e tripulantes.

O voo 447 da Air France deixou o Rio de Janeiro às 19h30 (horário de Brasília) e fez o último contato de voz às 22h33. Às 22h48, o avião saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha. De acordo com investigadores franceses, em um intervalo de quatro minutos, o avião emitiu 24 mensagens automáticas com sinais de anomalias no voo, das quais 14 entre 23h10 e 23h11.

Toda a estrutura pra receber os corpos já foi montada na base da aeronáutica em Fernando de Noronha. Na manhã deste sábado, peritos da Polícia Federal, especialistas em identificação humana, desembarcaram em Fernando de Noronha.

Fonte: g1, www.g1.com.br