Parque Zoobotânico em Teresina recebe novos animais

O Parque Zoobotânico de Teresina ganhou novos moradores

O Parque Zoobotânico de Teresina ganhou novos moradores. São três filhotes de onça suçuarana, resultado do trabalho de reprodução que os Biólogos e veterinários da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) veem desenvolvendo no parque.

De acordo com o coordenador  do Zoobotânico, José Renato Uchôa, os filhotes estão recebendo todo o cuidado necessário, acomodados em recinto isolado, evitando contato com outros animais e presença do público. “É uma área restrita, identificada como maternidade, com acesso permitido somente a veterinários, nutricionistas e biólogos, pois requer bastante cuidado, uma vez que a onça pode rejeitar os filhotes”, explica Uchôa.

A espécie suçuarana está ameaçada de extinção, devido a caça clandestina e a destruição de seu habitat.  Eles nasceram no dia 24 de julho e os biólogos destacam que já foi registrado o nascimento de outras espécies, como arara-azul, cobras e cutias.

A espécie suçuarana está ameaçada de extinção (Crédito: Divulgação)
A espécie suçuarana está ameaçada de extinção (Crédito: Divulgação)

A reprodução de animais em cativeiro não é o objetivo maior do Zoobotânico, porém, o parque vem se destacando na área, com total dedicação dos profissionais. Após a reprodução, é feito um trabalho de introdução de alguns animais no seu habitat natural.

Os outros são destinados, por meio do processo legal, a zoológicos que tenham interesse em recebê-los. O Parque Zoobotânico de Teresina compreende a uma área de 137 hectares e possui mais de 77 espécies, inclusive algumas ameaçadas de extinção, como a onça pintada.

Fonte: Eugênia Reis