Pastor Malafaia ironiza passeatas LGBT:"meia dúzia de gente, um fiasco"

Às vésperas da realização da Marcha para Jesus de São Paulo, que acontecerá neste sábado, o pastor Silas Malafaia ironizou as manifestações.

Às vésperas da realização da Marcha para Jesus de São Paulo, que acontecerá neste sábado, o pastor Silas Malafaia ironizou as manifestações realizadas no Dia Mundial do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), nesta sexta-feira. Segundo o pastor, a presença de cerca de mil pessoas, por estimativa da Polícia Militar, nas ruas do Rio de Janeiro foi um "fiasco do ativismo gay".

"No dia do orgulho LGBT, meia dúzia de gente no Rio de Janeiro, na avenida Rio Branco. A sociedade não apoia, apenas a imprensa parcial que anuncia antes e depois. Olha aí o fiasco do ativismo gay. Inclusive anunciado um dia antes pela televisão. Se eu sou ativista gay ficava com vergonha de um fiasco desse nível. A imprensa anuncia antes,durante e depois, vejam as fotos", escreveu em seu Twitter pessoal. 

Malafaia acusa a imprensa de não divulgar a Marcha para Jesus, evento evangélico marcado para este sábado: "vamos ver amanhã a Marcha para Jesus em São Paulo, sem anúncio da imprensa, como se não existisse, vamos ver quantos vão estar. Imprensa parcial. Amanhã estarei na marcha. Vai ser quente o povo de Deus declarar que o Brasil é do Senhor Jesus", completou.

No início do mês, o pastor já havia ironizado o público da Parada Gay em São Paulo. Ele se queixou da grande cobertura da imprensa no evento e se baseou em números do Instituto Datafolha, que apontaram que 220 mil pessoas estiveram presentes na avenida Paulista no dia.

"O que estamos vendo é que o ativismo gay cada dia que passa perde sua força porque a sociedade começa a observar os verdadeiros propósitos deste segmento social. O ativismo gay se utiliza de números mentirosos para pressionar a sociedade, os políticos e as autoridades em geral a fim de obter sucesso em seus intentos com objetivo de ter privilégios em detrimento de todo conjunto da sociedade", declarou na época.

Fonte: Terra