"Pensei que todos tinham morrido", diz homem que viu queda de helicóptero

Outra testemunha do acidente foi a empresária Gisele Soares, dona de um restaurante em frente à praça da Bíblia

O motorista Carlos Roberto dos Santos Silva almoçava próximo à praça da Bíblia, em São Caetano do Sul (SP), na Grande São Paulo, quando um helicóptero caiu, na tarde desta sexta-feira. O homem correu para ajudar as três pessoas que estavam a bordo, que ficaram feridas e foram levadas ao pronto-socorro Albert Sabin. "Pensei que todo mundo tinha morrido", disse Silva.



"Foi tudo muito rápido. Quando vi, o helicóptero já estava se arrastando pela praça", afirmou o motorista. "Saí correndo para ajudar a tirar um dos homens que não conseguia descer. Vi que ele estava com a perna presa e machucada, e com um grande corte na cabeça. Estava reclamando de muita dor e bastante atordoado. Depois disso, os bombeiros chegaram e assumiram a situação."

Outra testemunha do acidente foi a empresária Gisele Soares, dona de um restaurante em frente à praça da Bíblia. "Eu estava estacionando o carro e vi o helicóptero caindo. Ele começou a bater nas árvores e, na hora, eu pensei que era um caminhão desgovernado. Fiquei muito nervosa e só pensei em tirar os clientes do restaurante, porque achei que poderia explodir", disse ela.

O local onde ocorreu o acidente passa por perícia do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). Apesar de ainda estar com combustível no tanque, não há mais risco de explosões no local, segundo os bombeiros.

Além dos três homens que estavam no helicóptero - que não sofreram ferimentos graves -, uma mulher que estava em solo também foi atendida após ter se assustado com a queda.

Fonte: Terra