Pesquisa para vacina contra a dengue recolheu mais de 700 amostras

A meta é coletar material de 1022 voluntários

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) já recolheu até o momento 746 amostras de sangue para a pesquisa que irá determinar a melhor estratégia de introdução da vacina contra a Dengue no Brasil. A meta é coletar material de 1.022 voluntários de diferentes faixas etárias.

Em um esforço para intensificar o trabalho, as equipes da FMS estão visitando escolas do município e promovendo rodas de conversa com pais de alunos sobre prevenção da dengue e para que eles assinem o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido autorizando os filhos a participarem da pesquisa. 

 “Serão colhidos 3,5ml de sangue dos alunos da faixa etária de 2 a 20 anos”, explica Júlia Rocha Santos, coordenadora do Núcleo de Educação em Saúde e Comunicação (NESC) da FMS. Próxima terça-feira (06) é a vez da Escola Municipal Roberto Cerqueira Dantas, no bairro Santa Maria da Codipi.

 “A extrema adaptação do vetor Aedes Aegypti ao meio urbano e a precária infraestrutura urbana da maioria das metrópoles e grandes cidades do terceiro mundo, virtualmente inviabilizam o controle da Dengue, fazendo com que a vacina seja uma alternativa segura para o controle da doença”, afirma Júlia Rocha Santos.

 O estudo da vacina contra a Dengue encontra-se aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e está a cargo da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). O laboratório Hermes Pardini foi contratado por meio de licitação pela SPDM e realizará a logística de colheita, acondicionamento e transporte de amostras de sangue até suas unidades próprias locais.

 O Ministério da Saúde está apoiando a pesquisa e a FMS está contribuindo na realização de coletas de amostras de sangue em voluntários. A Secretaria Municipal de Educação (SEMEC) e o Laboratório BIOMED também são parceiros das ações que acontecem nas escolas.

A pesquisa escolheu municípios com mais de 500 mil habitantes para sua realização, e por critérios populacionais Teresina é a única cidade do Piauí que está participando. O objetivo é recolher 70 mil amostras de sangue em todo o país.

 “A dengue é um problema que ainda traz muita preocupação aos gestores de saúde pública, e a possibilidade de se utilizar uma vacina no futuro poderá ajudar no controle dessa enfermidade. Por isso, pedimos apoio da população para que contribuam nesta pesquisa”, diz Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS.

 

Fonte: Portal MN