Piauí é elogiado pelas ações de combate à violência contra a mulher

Diversas instituições apresentaram ações desenvolvidas para esse pú

A violência contra a mulher e ações de combate implementadas no Piauí, foram discutidos em audiência na tarde dessa segunda-feira (7), no Palácio de Karnak. Entre os convidados estava a ministra Eleonora Menicucci, da Secretaria Especial de Políticas Públicas para Mulheres. No encontro diversas instituições apresentaram ações desenvolvidas para esse público. Defensoria Pública do Estado,  OAB, Tribunal de Justiça estiveram representados. Parlamentares das esferas municipal, estadual e federal também participaram. As delegadas Village Alves e Anamelka Cadena, que atuam nas delegacias especializadas em atendimento à mulher, marcaram presença.

A criação do Núcleo de Feminicídio pela Secretaria de Segurança, foi um dos pontos positivos do enfrentamento destacados na audiência. A subsecretária de Segurança, Eugênia Villa, anunciou que os delegados de polícia em todo o Piauí serão capacitados para identificar as mortes de mulheres motivadas por questão de gênero. A intenção é monitorar os casos e desenvolver ações específicas de combate.

“Teremos uma verdadeira dimensão do problema, com dados mais confiáveis, que nos permitirão atuar com maior eficiência " ressaltou o governador Wellington Dias.

Mediadora do debate, a vice-governadora Margarete Coelho, ressaltou a importância do encontro como meio de articular ações entre as instituições que compõem a rede de atendimento a mulher vítima de violência. A coordenadoria de políticas públicas para mulheres, é um agente importante.

“Precisamos construir essa política com todos os entes governamentais e instituições. Não há fórmula pronta. Não são saídas fáceis. Juntos encontraremos a estratégia ideal de combate a esse mal” pontuou Halda Regina, coordenadora estadual de políticas públicas para mulheres.

A ministra Eleonora ressaltou o esforço do governo federal para concretizar a aplicação da Lei Maria da Penha. Falou de ações patrocinadas para as vítimas de violência, entre elas a Casa da Mulher Brasileira, um organismo que reúne as diversas instituições envolvidas no  atendimento à mulher, que oferece também capacitação e intermediação de crédito como meio de estimular a independência financeira de quem procura reconstruir a vida após ser agredida. Menicucci visita nesta terça-feira (8), o terreno destinado a construção da Casa da Mulher Brasileira, de Teresina, e anunciou a abertura de licitação para a obra assim que superados entraves burocráticos. A ministra elogiou o trabalho desenvolvido no Piauí .

“A rede de serviços de enfrentamento aqui tá funcionando. Temos o desafio de aprofundar e capilaridade as ações da lei Maria da Penha. Fico extremamente orgulhosa por estar dando certo", concluiu Eleonora Menicucci. Image title

Fonte: Com informações do Portal do Governo