Piauí mantém redução de casos de denge

Estado teve de janeiro a maio uma redução de 47,3%

De janeiro até 12 de maio, O Piauí notificou 2.771 casos de dengue, o que representa uma redução de 47,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Os registros foram realizados por 138 municípios piauienses. Além disso, dois casos de dengue grave também foram notificados. Os dados são da Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, da Secretaria de Estado da Saúde.

Dez municípios estão com registros de alta incidência, sendo eles: Alegrete do Piauí, Caldeirão Grande, Cocal, Lagoa de São Francisco, Marcolândia, Miguel Leão, Nossa Senhora dos Remédios, Padre Marcos, Picos e Simões. Portanto, a população deve redobrar os cuidados e evitar qualquer recipiente que acumule água.

A Secretaria de Estado da Saúde reforça as orientações sobre as medidas como: verificar se a caixa d’água está bem fechada, não descartar lixo em terrenos baldios e manter a lata de lixo sempre bem fechada, não acumular água em vasilhames, colocar areia nos pratos dos vasos de planta, entre outras iniciativas que auxiliam no controle da doença.

O Aedes aegypti também é o mosquito transmissor de doenças como a chikungunya, que já registrou 227 casos suspeitos no Piauí e, o zika vírus, 105 casos.

Microcefalia
A atualização do boletim epidemiológico mostra que no Piauí foram notificados 160 casos suspeitos de microcefalia associados a processo infeccioso. Destes, vinte e três estão em investigação, 74 já foram confirmados e 63 descartados.


Aedes aegypt (Crédito: Reprodução)
Aedes aegypt (Crédito: Reprodução)


Fonte: Portal Meio Norte