Piauí prorroga as ações do Programa Água Doce até 2018

A equipe do PAD Piauí vai estar no período de 12 a 16 deste mês

O aditivo de prorrogação de prazo do convênio do Programa Água Doce foi assinado nesta quinta, 7, em Brasília. O Convênio venceu em março e precisava deste aditivo para ser continuado.  As ações do Programa foram prorrogadas até dezembro de 2018, período em que encerra a atual gestão.

De acordo com o coordenador do PAD, Adalberto do Nascimento, o Programa está em fase de diagnósticos, teste de vazão e projetos executivos, que representam a etapa 01 e 02. 

“O convênio possui três etapas, uma vez que as duas primeiras já foram concluídas. A partir de agora será executada a etapa de obras civis, instalação dos dessalinizadores e monitoramento dos sistemas”, disse Adalberto Nascimento. Além do aditivo foi feito também um ajuste do plano de trabalho que foi negociado com o MDS, adequando-o a realidade atual.

No estado já foram construídos três sistemas de dessalinização em Betânia do Piauí, faltando apenas a instalação dos dessalinizadores. A obra está prevista para ser inaugurada em maio. Já foram autorizadas a construção de mais sete sistemas em Campo Alegre do Fidalgo, beneficiando diretamente 200 famílias.

Segundo o diretor geral do Emater, Marcos Vinicius, o próximo passo será o lançamento de uma licitação para a contratação de uma empresa responsável pela construção dos sistemas.

“A nossa ida a Brasília nos garantiu dar continuidade ao Programa. Agora lançaremos uma licitação e a empresa ganhadora irá instalar 50 dessalinizadores em 10 municípios do Piauí. A meta para este ano é a implantação de 25 sistemas, num orçamento de oito milhões de reais”, destacou Marcos Vinicius.

A equipe do PAD Piauí vai estar no período de 12 a 16 deste mês participando da reunião nacional do Programa Água Doce em Salvador, onde será realizada a apresentação das atividades e a avaliação das ações executadas.
 

Fonte: Com informações do Portal do Governo