Pit bull invade posto de saúde e ataca menina de 6 anos

Pit bull invade posto de saúde e ataca menina de 6 anos

Criança levou 23 pontos em três machucados causados pelo ataque

Uma cadela da raça pit bull atacou na noite de segunda-feira (22) uma menina de seis anos em um posto de saúde em Santa Maria da Serra, a 217 km de São Paulo. A criança, que levou 23 pontos em três cortes, permanecia nesta quarta (24) deitada, com medo de sair de casa.

Apesar de ainda sofrer com as dores causadas pelos machucados, ela sente orgulho de ter salvado o irmão de 9 meses do ataque. A mãe, Taiane Aparecida Altarúgio, estava com a menina e o filho de nove meses no posto de saúde. A cachorra estava solta na rua e entrou na sala de espera, onde atacou a menina.

O avô da garota, Vagner Altarúgio, chegou rapidamente e chamou a polícia, que não foi até o local. Pior do que a falta das autoridades foi a sensação de ver a neta ferida. Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia da cidade como omissão da cautela na guarda de animais e lesão corporal.

Primeiro a polícia vai tentar identificar o dono do cachorro. Se ele for encontrado vai responder pelos crimes e pode ficar preso por até um ano. A cadela, que parece ser inofensiva, estava havia alguns dias perto da unidade. Ela vai ficar em observação em uma garagem da Secretaria de Saúde por dez dias.

Na semana passada, três pessoas foram atacadas. Em Barra Bonita, um aposentado de 62 anos e a filha dele foram atacados por um cão da raça rottweiller. Uma outra mulher foi mordida por um pit bull em Igaraçu do Tietê. Em todos os casos, os animais estavam soltos na rua.

Fonte: g1, www.g1.com.br