Seis conjuntos habitacionais serão entregues pela PMT

Seis conjuntos habitacionais serão entregues pela PMT

Cerca de 5.000 famílias serão beneficiadas este ano com políticas habitacionais.

Na manhã de ontem, a Prefeitura de Teresina entregou as chaves de 149 residências no Residencial Tabajaras, região do Conjunto Pedra Mole, zona Leste de Teresina. Na ocasião, as famílias contempladas também assinaram os contratos relativos às moradias. Além deste, pelo menos mais seis conjuntos habitacionais vão ter unidades entregues em 2012.

A informação é da secretária municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social, Iraneide Cristina. ?No 1º semestre, estamos entregando 2.469 casas, e com a segunda etapa teremos um total de 5.471 famílias beneficiadas com essas residências?, disse ela.

Segundo o cronograma da Semtcas, após o Residencial Tabajaras, será a vez do Conjunto Miriam Pacheco, que terá 219 casas, na zona Leste. Posteriormente, será a vez do Conjunto Bem Viver, com 400 casas; o Teresina Sul I, com 200 unidades e o Teresina Sul II, com 500 casas, estes localizados na zona Sul.

O governador em exercício, Edvaldo Moura, compareceu à solenidade de entrega das casas no Residencial Tabajara. ?O Piauí tinha um déficit habitacional de pouco mais de 130 mil moradias, e cerca de 70 mil já foram entregues. Realizações como essas mostram a sensibilidade política do governador anterior, Wellington Dias, do atual, Wilson Martins, e do prefeito de Teresina, Elmano Férrer. O Minha Casa, Minha Vida veio para ficar?, disse ele.

O contrato assinado ontem pelos contemplados com casas no Residencial Tabajara apresenta o termo de vistoria e de recebimento, além da planilha de evolução do contrato. Junto com a assinatura do documento, foi realizada a emissão da primeira via do boleto de pagamento.

O valor da taxa é de no mínimo R$ 50,00, mas não deve ultrapassar 10% da renda familiar da família.

Caixa quer evitar invasões - Diante dos casos de invasão de residências de conjuntos habitacionais populares em Teresina, o gerente da Caixa, Mércio Cardoso, fez um alerta aos proprietários das casas entregues, para que se mudem logo e afastem a ação de invasores.

?Queremos ajudar a garantir que essas casas realmente fiquem com quem precisa delas. Por isso, aconselhamos também a não vender e nem comprar essas moradias. Pois perde quem compra e perde quem vende, porque as medidas legais precisam ser tomadas?, disse ele.

Essas medidas são postas em prática com base na Portaria nº 610, do Ministério das Cidades, que dispõe sobre as demandas do programa Minha Casa, Minha Vida.

Fonte: Dowglas Lima