Acusado de planejar latrocínio que vitimou empresário é preso

"PlayBoy" foi morto durante um assalto no Dirceu em julho de 2015.

Um jovem identificado como Alex Araújo de Sousa, apontado como mentor do crime que vitimou o empresário Jordão Mendes da Silva, conhecido como Playboy, em julho do ano passado no bairro Dirceu, foi preso na quarta-feira, dia 23. Fábio Kalleus da Silva Santos e Halyson Lima Ribeiro, que também participaram do crime, seguem presos. 

De acordo com informações repassadas pelo coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Baretta, Alex é acusado de fornecer a ama usada durante o latrocínio [ roubo seguido de morte]. Fábio utilizou a arma para efetuar os disparos e contou com a ajuda de Halyson, que conduzia a motocicleta usada durante a ação criminosa. 

Segundo o delegado, a prisão de Fábio e Halyson ocorreu no mês de setembro. "São três prisões e hoje conseguimos concluir este inquérito, tendo o mentor, que era o último a ser preso, e os outros dois", afirmou. 

Fábio Kalleus da Silva Santos (Crédito: Divulgação)
Alex Araújo de Sousa (Crédito: Divulgação)
Fábio Kalleus da Silva Santos (Crédito: Divulgação)
Fábio Kalleus da Silva Santos (Crédito: Divulgação)
Jordão Mendes da Silva (Crédito: Divulgação)
Empresário Jordão Mendes da Silva (Crédito: Reprodução)









Fonte: Portal Meio Norte