Após queda de helicóptero, polícia faz operação na Cidade de Deus

Ação foi determinada pela cúpula de segurança do estado

Pelo menos duas pessoas foram presas e outra ficou ferida na madrugada deste domingo (20) durante uma operação na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. A ação policial teve início nas primeiras horas do dia e foi determinada após a queda de um helicóptero da Polícia Militar que participava de uma operação na comunidade no sábado. Os quatro policiais que ocupavam a aeronave morreram no acidente.

Imagens áereas feitas pelo GloboCop mostram policiais em vários pontos da comunidade na manhã deste domingo, com apoio de um veículo blindado, e uma barricada em chamas. O policiamento estava reforçado também nos acessos à comunidade durante a manhã. Na entrada pela Estrada do Cabinal nem moradores entravam de carro e, os que saíam, tinham os veículos revistados. A opção era dar a volta pela Edgar Werneck.

Segundo o secretário de Segurança, Roberto Sá, a operação na Cidade de Deus será por tempo indeterminado.

Durante a operação, de madrugada, foram apreendidos três fuzis e duas pistolas. Um homem que estava com um rádiotransmissor foi preso. Ele e o material apreendido foram encaminhados para a 32ª DP (Taquara). De manhã, ou tro homem foi preso em flagrante com trouxinhas de maconha na localidade conhecida como Conjunto Itamar Franco e foi encaminhado para a mesma DP. Ele tem passagens por porte ilegal de arma e associação ao tráfico. Até o começo da manhã, não havia informações sobre a pessoa ferida durante a operação policial.

Participavam da operação, liderada pelo Comando de Operações Especializadas (COE), homens de diversos batalhões da PM. A ação foi determinada durante reunião emergencial, realizada na noite de sábado no Centro Integrado de Comando e Controle, da Secretaria de Segurança Pública com a cúpula da PM e a chefia da Polícia Civil.

O Centro de Operações da Prefeitura do Rio informou que, por volta das 9h40,  a Est. Marechal Miguel Salazar Mendes de Moraes estava interditada, em ambos os sentidos, devido a operação policial, entre a Rua Antonieta Campos da Paz e a Rua Edgard Werneck. A Rua Edgard Werneck também estava interditada em ambos os sentidos, entre a Estrada Marechal Migual Salazar Mendes de Moraes e a Rua Suzano. Estrada dos Bandeirantes, Estrada do Gabinal e Linha Amarela eram opções.

Image title

Image title

Image title

Image title


Fonte: Com informações do G1