Dois menores e um jovem são interceptados suspeitos de assaltos

As guarnições iniciaram as buscas, quando policiais, em um carro descaracterizado, conseguiram avistar três garotos em uma moto POP 100 de cor vermelha

Três jovens foram interceptados pela Polícia Militar por volta das 21h de terça-feira (18/11) na Avenida Francisca Borges, Bairro Planalto Montserrat, em Parnaíba, sob a suspeita de envolvimento em uma série de assaltos.

O Centro de Operações da Polícia Militar (COPOM) informou, a todas as guarnições, várias características de uma dupla que estava realizando os assaltos na noite de ontem. As características são dois jovens magros, um capacete de cor clara, uma camisa preta com a logomarca da Pena e uma moto Fan de cor preta.

As guarnições iniciaram as buscas, quando policiais, em um carro descaracterizado, conseguiram avistar três garotos em uma moto POP 100 de cor vermelha, cuja placa estava com as primeiras letras e números cobertos por adesivos. Foi solicitado reforço e outras guarnições, como o Ronda Cidadão e a Força Tática, fecharam o cerco no Bairro Planalto Montserrat e interceptaram os suspeitos.

A moto é uma POP 100 de cor vermelha, com placa PIA 0733 Parnaíba (PI). A motocicleta era conduzida pelo adolescente W.P.M, de 16 anos de idade, que trazia como passageiros Mateus Augusto Alves dos Santos, 20 anos, e C.V.R, de 16 anos de idade; que, segundo a polícia, estava com um revólver na cintura quando se locomovia na moto. Um deles estava de camisa preta da Pena, estavam com um capacete claro, de cor rosa.

Após a abordagem os policiais encontraram uma pistola de brinquedo. Uma guarnição do Pelotão de Policiamento de Trânsito (PPTRAN), comandada pelo sargento Amarildo, foi acionada e constatou que a moto está em dia; mas era conduzida por um adolescente, estava com a numeração da placa adulterada, não dispunha de retrovisores.

Os garotos foram conduzidos para a Central de Flagrantes por uma guarnição do Ronda Cidadão, comandada pelo cabo Viana Neto. O adolescente que estava conduzindo a moto informou que ia dar um susto em um desafeto seu; já Mateus disse que a pistola compõe parte de seu vídeo game.

Mateus Augusto foi autuado com um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por porte de simulacro de arma de fogo, o que é suficiente para intimidar a vítima. O PPTRAN aplicou as devidas multas ao proprietário da moto e o condutor foi autuado com um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (BOC) por condução perigosa.







Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Pro parnaiba