Em entrevista, prefeito de Redenção ameaça possíveis adversários

O gestor municipal ameaça seus os adversários de morte

Um áudio obtido pela redação do Portal Meio Norte, nesta sexta-feira (22), traz uma entrevista concedida pelo prefeito de Redenção do Gurguéia, Delano Parente (PP), preso na última semana durante uma operação que desarticulou uma quadrilha suspeita de fraudes em licitações públicas e corrupção, a uma rádio local.

A entrevista foi concedida a rádio Redenção FM para o radialista identificado como Ronaldo em outubro de 2014, um dia depois do pai do prefeito ter sido preso por porte ilegal de arma de fogo.

Delano Parente (Crédito: Rede Meio Norte)
Delano Parente (Crédito: Rede Meio Norte)

Durante a conversa, o gestor municipal ameaça seus supostos adversários de morte. O áudio virou inquérito policial e consta nos autos do seu processo na Operação Déspota.

"Qualquer um que vier mexer com a gente, vamos dar resposta que vocês tão precisando que é bala na boca", diz ele em um trecho da entrevista. Ainda durante o diálogo, Delano Parente, que é praticante de artes marciais parece não temer ser preso, caso cometesse algum crime. “Cadeia ficou para o homem, a gente sai, bota advogada e sai", diz ele no áudio.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Estado do Piauí, responsável por investigar as possíveis irregularidades no município, divulgou, com autorização da Justiça, áudios da Operação Déspota, que mostram como funcionava o esquema fraudulento nas licitações em Redenção do Gurguéia.

Além do prefeito  Delano Parente (PP), foram presos  o seu pai, Audemis de Sousa, secretário de infraestrutura e outras 14 pessoas foram presas, entre empresários, advogados e servidores públicos. O Gaeco atua em conjunto com a Polícia Civil, a Polícia Militar, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Tribunal de Contas do Estado (TCE) e a Controladoria Geral da União (CGU).




Fonte: Portal Meio Norte