"Eu achava que eles iriam atirar", diz mulher que foi rendida por bandidos

"Eu achava que eles iriam atirar", diz mulher que foi rendida por bandidos

Segundo a vendedora, ela chegou a pensar em não entregar as joias. Roubo aconteceu nessa segunda-feira, em Campo Grande.

Vítima de assalto na noite dessa segunda-feira (28), no Jardim Santo Eugênio, em Campo Grande, a vendedora de joias conta que chegou a pensar em não entregar as peças e achou que os assaltantes fossem atirar. "Eu achava que eles iam atirar na minha filha, na gente", diz.

Segundo a mulher, de 45 anos, que prefere não se identificar por questões de segurança, os assaltantes abriram o portão da casa, que estava destrancado, quebraram o vidro da janela da sala, renderam a família e entraram no imóvel.

Um dos suspeitos estava com arma de fogo e ambos usavam casacos e capacete. O marido da vendedora; a filha dela, de 16 anos, e o namorado da adolescente foram colocados no banheiro enquanto os bandidos pediam joias à mulher.

"Eles estavam muito agitados", conta a vendedora, que primeiramente entregou aos suspeitos as joias de uso pessoal, mas com a insistência deles e pedido da filha deu também as peças que estavam à venda. "Minha filha falava, mãe entrega", diz a mulher, lembrando que a filha ficou desesperada.

Os suspeitos ficaram na casa por cerca de 10 minutos. Foram roubadas 68 peças do mostruário e outras da vítima. Os bandidos também levaram um televisor e um celular. De acordo com a vendedora, eles diziam que havia mais duas pessoas do lado de fora da residência e que o crime havia sido encomendado.

Fonte: G1