Funcionário público é preso por passar vírus HIV propositalmente

O homem entrava em sites de relacionamento e marcava encontros

Image title


Um homem de 40 anos foi preso na manhã desta terça-feira (14), em São Carlos (SP), acusado de transmitir o vírus HIV para pelo menos três mulheres.

Roberto Goldberg, que é funcionário público federal de Brasília, estava na cidade há aproximadamente 15 dias como foragido da Justiça. Ele foi condenado por crime de lesão corporal grave.

Segundo a Polícia Civil, o homem teria transmitido o vírus da Aids de propósito. Um mandado de prisão vindo da cidade foi cumprido pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG), na manhã desta terça.

Após ser levado para a DIG, o acusado foi encaminhado ao Centro de Triagem da cidade.O homem entrava em sites de relacionamento, marcava encontro com as mulheres e transmitia o vírus durante o ato sexual. Ele tem familiares em São Carlos e foi encontrado após uma investigação feita pela Polícia Civil.

“Ele foi processado pelo crime de lesão corporal de natureza grave por passar enfermidade incurável às vítimas por meio de relações sexuais durante as quais transmitiu o vírus HIV para as vítimas. Foi apurado que ele tinha a intenção de passar a doença a um número indeterminado de vítimas.

Foi constatado que, após manter o contato com as vítimas, ele as induzia a manter relações sexuais sem o uso de preservativo”, comentou o delegado Gilberto de Aquino.“Ele foi condenado a quatro anos e seis meses em regime fechado. De acordo com a sentença ele tem que cumprir a pena em regime fechado de modo que a sociedade não venha sofrer outras doenças transmissíveis por parte dele”, finalizou Aquino.

Fonte: G1