Em Jerusalém, homem esfaqueia participantes de Parada Gay

O acusado estava preso por ter praticado o mesmo crime, em 2005.

Nesta quinta-feira (30) participantes da marcha do Orgulho Gay foram vítimas de uma ação violenta e homofóbica praticada por um judeu ultraortodoxo identificado como Yishai Schlissel, Segundo autoridades do país, ele esfaqueou participantes do evento.

Benjamin Netanyahu, que é primeiro-ministro de Israel, repudiou a ação. "É um caso muito grave e levaremos perante a justiça os responsáveis por este ato. No Estado de Israel, a liberdade de escolha do indivíduo é um dos valores básicos. Devemos garantir que em Israel todo homem e toda mulher vivam com segurança quaisquer que sejam suas escolhas", disse por meio de um comunicado.

As pessoas atacadas durante a Parada Gay foram socorridas por uma equipe de paramédicos, sendo que uma delas está em estado grave. O acusado, Yishai Schlissel, saiu da prisão recentemente após passar 10 anos preso por ter esfaqueado três pessoas em uma parada gay, no ano de 2005. 

Image title



Fonte: Com informações do G1