Homem flagrado agredindo mulher é preso e justifiça ação por ciúmes

Agressões foram ocasionadas por causa da vítima, diz pai do acusado

O acusado de agredir a ex-namorada de forma brutal com socos e joelhadas em um bar de São Paulo se entregou à polícia e prestou depoimento nesta quarta-feira (02).

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Darlene Costa, Kelvin Luiz de Assis Soares, de 24 anos, alegou que o motivo das agressões foi o ciúmes. “Ele disse que perdeu a cabeça, que ficou com ciúmes por ela estar no bar naquela hora”.

O agressor foi flagrado por câmeras de segurança do bar em uma ação covarde contra Judy Aparecida Brito de Souza, de 18 anos, com quem tem uma filha de três anos. “A imagem fala por si só. A violência que ele agiu contra a mulher não há dúvida disso”, diz a delegada. Kelvin responde pelo crime de lesão corporal dolosa e injúria dentro da Lei Maria da Penha.

Medo

Judy conta que estava no bar com uma amiga quando Kelvin chegou e começou a agredi-la com socos, chutes e joelhadas. “Ele já chegou me agredindo, dando soco na cara, porrada, chute. Aquela hora não lembrei mais de nada, comecei a ficar zonza. Chegou lá fora ele me agrediu pior. Me deu vários chutes, chutava minha barriga, pegava o joelho dele e dava na minha costela”, lembra. Com medo, Judy decidiu sair da cidade para evitar novas agressões. “Ele falou que não está nem aí se for preso, falou que já que vai preso, então me mata antes. E Justiça não tem, morro de medo dele.”

Justificativa

O pai de Kelvin, que é vereador pelo DEM, também esteve na delegacia na terça-feira para explicar o que aconteceu, antes do pedido de prisão dele ser expedido pela Justiça. Segundo ele, as agressões teriam sido motivadas pelo suposto comportamento da vítima. “Esse caso eu não vou justificar, porque não tem justificativa. Mas, tudo aconteceu por causa dela. Ela fica até de madrugada bebendo, chega em casa bêbada, só dá problema. Não estou justificando, mas começou por causa disso. Ela não tem responsabilidade, fica com a criança na porta do bar. Ela não é mulher para ter filho. O que aconteceu justificou por causa dela”, afirma Luiz.

Acusado foi preso (Crédito: Reprodução)
Acusado foi preso (Crédito: Reprodução)
Vítima mudou de cidade após agressões (Crédito: Reprodução)
Vítima mudou de cidade após agressões (Crédito: Reprodução)

Image title


Fonte: Com informações do G1