Jovens são presas após planejarem um assalto contra o próprio pai

As meninas criaram um grupo para organizar a ação criminosa.

Um caso surpreendente aconteceu na cidade de Guararapes, em São Paulo. Duas jovens são suspeitas de planejar um assalto a casa do próprio pai. Tudo começou quando homens armados invadiram a casa do comerciante fazendo ele e sua filha de 14 anos como refém. Na ação, os criminosos agrediram o homem e roubaram todo o seu dinheiro.

Depois do ocorrido, a polícia entrou no caso e durante uma linha de investigações observaram que as filhas do comerciante agiam de maneira suspeita. O celular das duas foi confiscado e lá foi encontrado mensagens que comprovam a participação das jovens no crime.

Segundo a polícia, toda a ação foi organizada pelas duas filhas do homem, uma de 21 e outra de 17 anos que combinaram o assalto com os criminosos. “A mais velha criou o grupo no WhatsApp e chamou dois homens com passagem pela polícia para realizar o assalto. Em uma das conversas é possível ver que o bandido disse que se o comerciante atirasse ele iria atirar também”, declarou o delegado do caso.

Ainda segundo as investigações, as meninas mandaram fotos do cofre onde a vítima guardava R$ 15 mil e joias. Na noite do crime, a filha mais velha dopou o cão da família para que na houvesse nenhum barulho e ainda mandou os criminosos agredirem o próprio pai.

Após serem detidas, as acusadas alegaram que organizaram o crime porque o pai teria pego um dinheiro delas e não queria devolver, mas o comerciante negou o fato. Cinco pessoas já foram presas.

Parte das conversas (Crédito: Reprodução)
Parte das conversas (Crédito: Reprodução)
Parte das conversas (Crédito: Reprodução)
Parte das conversas (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do G1