"Maníaco da calcinha" diz não ver problema se sua mãe for estuprada

O acusado é suspeito de cometer quatro estupros.

Um homem identificado como Josimar Aparecido da Silva Leite, de 23 anos, foi preso acusado de cometer quatro estupros na cidade de Rondônia. O rapaz é conhecido por ser 'maníaco da calcinha', já que após os estupros ele guardava as peças íntimas das jovens.

O suspeito foi preso dentro da sua própria residência após mais de um ano de investigação. Em depoimento, Josimar confessou os estupros e declarou que abordava as jovens e as levava para um matagal. Após o crime, ele levava as calcinhas das vítimas com ele.

Mesmo após os casos, ele nega que seja considerado um criminoso: "Eu nem pensava na hora, agia por impulso", disse. O suspeito trabalhava como auxiliar de serviços gerais e estava concluindo o ensino médio. Ele morava com a mãe e a irmã na periferia da cidade. Segundo o delegado, o jovem é bastante frio em relação aos crimes que cometeu.

"Ele tem conhecimento do crime que cometeu. Em uma conversa que tive com ele, ele tem ciência que pode pegar uma pena grande, mas disse que vai sair da cadeia com 40 anos e que isso seria novo", afirmou.

Em entrevista, Leite disse não ver problema em cometer estupro: "A minha maior reação é se matasse minha mãe, agora se estuprar não".

Acusado preso na 22º delegacia (Crédito: Reprodução)
Acusado preso na 22º delegacia (Crédito: Reprodução)

Acusado afirmou não ver problemas se sua mãe fosse estuprada (Crédito: Reprodução)
Acusado afirmou não ver problemas se sua mãe fosse estuprada (Crédito: Reprodução)

Fonte: Com informações do R7