Menino encontra corpo da mãe enforcada jogado no mato depois de assassinada

Segundo a polícia, o homem já havia sido preso por tráfico de drogas e permanece foragido

Um menino de nove anos encontrou o corpo da mãe em um terreno próximo a casa onde moravam, em Parelheiros, extremo sul de São Paulo, na tarde de domingo (24). A jovem foi estrangulada e abandonada no local. O principal suspeito é o ex-marido da vítima, que não se conformava com o fim do relacionamento.

Segundo familiares, a auxiliar de limpeza Graziele Ferreira da Silva tentava dar uma vida melhor aos dois filhos. Com muito esforço, a jovem conseguiu construir uma casa simples em Parelheiros.


Graziele estava construindo um novo cômodo no imóvel, mas não teve tempo de ver a obra terminada. Amigos dizem Graziele era muito querida no bairro e sempre era vista sorrindo. Ela morava no imóvel com os dois filhos, frutos do primeiro casamento.


Há pouco tempo, a auxiliar de limpeza havia voltado à escola. Ela tinha o sonho de fazer um técnico em enfermagem e cursar uma faculdade.

A jovem terminou o relacionamento com o ajudante geral Nivaldo Ribeiro de Oliveira, de 22 anos. O homem não aceitava o fim do relacionamento e a ameaçava constantemente.

No domingo, Graziele chegou em casa de manhã e teria sido abordada pelo assassino na cozinha.

Segundo a polícia, há indícios de que Graziele foi enforcada na sala com o fio da antena. Depois, seu corpo foi arrastado até um matagal próximo a casa. O filho de nove anos de Graziele encontrou o corpo e pediu ajuda.


O ex-marido está foragido. O auxiliar geral já havia sido preso por tráfico de drogas e tinha saído há pouco tempo da prisão. Segundo a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado e os investigadores já procuram por Oliveira.









Fonte: R7