Meninos mortos em explosão de carro em posto de gasolina eram primos

O caso foi registrado como crime de explosão culposa com morte.

Eram primos os meninos Mateus Magno Rosani de Oliveira e Gustavo de Souza Oliveira, ambos de 9 anos, mortos na explosão em um posto de combustíveis, no bairro Colégio, Zona Norte do Rio, na noite deste sábado. O carro onde eles estavam era abastecido com GNV quando ocorreu o incidente.

O pai de Mateus, identificado como Jorge Magno de Souza Oliveira, de 44 anos, ficou ferido levemente e foi atendido no local. Edneia Rosane de Oliveira, de 47, e Letícia de Oliveira, de 19, foram levadas para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha. As duas receberam alta na manhã deste domingo.


De acordo com o delegado de plantão da 29º DP (Madureira), André Felippe Cavalcante, o caso foi registrado como crime de explosão culposa com morte. A Polícia Civil realizou perícia no local para investigar o que provocou o acidente.

- Trabalhamos com três possibilidades: falha na bomba de abastecimento, falta de manutenção do kit gás ou problemas na instalação e fabricação dos componentes do equipamento. O laudo técnico vai avaliar as três condições para apurarmos de quem foi a responsabilidade -, afirmou o delegado.


Segundo Cavalcante, em conversa informal, Jorge Magno relatou que instalou o equipamento há três anos, mostrou documentação comprovando que a inspeção estava em dia, mas não soube informar qual empresa instalou o kit gás.

A Polícia Civil já pediu as imagens do posto de combustíveis e a investigação ficará a cargo da 40° DP (Honório Gurgel).

Fonte: Extra