Mulher é presa após esconder corpo do filho em panela de pressão

Segundo o delegado, a acusada não passa bem mentalmente.

Uma mulher identificada por Renata Cerqueira foi presa nesta segunda-feira (22), após inventar o sequestro do próprio filho em Porto Seguro (BA). A acusada confessou que escondeu o corpo da criança de dois meses dentro de uma panela de pressão horas depois do bebê ter morrido afogado em uma banheira.

“Segundo Renata, o bebê morreu de forma acidental, ela demonstra em vários momentos que não estava feliz com o relacionamento que tinha com o pai da criança. Isso talvez pode ter sido o motivo para o assassinato. Ela não demonstra frieza, apenas demonstra que não está muito bem mentalmente”, afirmou o delegado do caso Delmar Bittencourt.

Renata está detida na delegacia de Eunápolis. Segundo a polícia, o bebê foi achado morto em avançado estado de composição pela patroa de Renata, que tinha ido à casa da funcionária, por causa do suposto desaparecimento do filho dela. Conforme Valéria Chaves, responsável pela 23° Coordenadoria Regional de Eunápolis, quando a mulher chegou na casa da funcionária, a porta estava encostada e, por isso, ela resolveu entrar.

"Ao chegar no imóvel que estava vazio e com a porta aberta, a patroa de Renata começou a sentir um mau cheiro e investigou de onde vinha o odor. Quando ela abriu a panela de pressão, viu o corpo de um bebê e chamou a polícia. A mãe não estava na casa, pois haveria um protesto na cidade por conta do desaparecimento da criança", relatou Valéria.

Bebê foi encontrado morto (Crédito: Reprodução)
Bebê foi encontrado morto (Crédito: Reprodução)
Renata foi presa (Crédito: Reprodução)
Renata foi presa (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do G1