Mulher é presa sob suspeita de ajudar coronel a abusar de criança

Criança tinha apenas dois anos

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira (12) uma mulher de 23 anos suspeita de envolvimento no caso da criança de dois anos que foi encontrada nua no carro de um coronel reformado da Polícia Militar no Rio Janeiro. Ela é vizinha da vítima.

A mulher é suspeita de ter levado a criança até o carro do coronel Pedro Chavarry Duarte, de 62 anos, que foi preso em flagrante depois que a criança foi encontrada em seu veículo dentro do estacionamento de uma lanchonete.

Coronel Pedro Chavarry  (Crédito: Reprodução)
Coronel Pedro Chavarry (Crédito: Reprodução)

A prisão preventiva da mulher foi decretada pela juíza Maria Izabel Pena Pieranti, a pedido da delegada Cristiana Onorato, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima da Polícia Civil fluminense.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar, o coronel reformado também é acusado de oferecer “vantagens” aos policiais militares que o prenderam – a equipe recusou a oferta e o levou à delegacia.

Além de responder perante a Justiça comum, o coronel também será submetido a um Processo Administrativo Disciplinar dentro da corporação, que poderá expulsá-lo. Em nota, a PM afirma que repudia e combate este e qualquer outro tipo de crime.

A Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos divulgou no domingo (11) uma nota informando que o coronel já havia sido preso sob a acusação de tráfico de crianças na década de 1990, quando ele ainda era capitão.


Fonte: iG