Mulher ouve mãe ser morta a marretadas após encomendar assassinato

Filha encomenda crime e ouve a mãe ser morta a marretadas

A dona de casa Normalice Lourenço foi assassinada a golpes de marreta dentro de casa no interior do Rio Grande do Norte, a mando da própria filha. A jovem teria contratado o serviço de um pedreiro que trabalhava na reforma da casa e ainda ouvido a execução do crime.

O pedreiro Geraldo José do Nascimento foi contratado pela vitima para reformar sua casa por R$ 3 mil. Segundo o delegado, depois de uma briga com a mãe, Taliane Lourenço  fez uma proposta dizendo que compensaria quem matasse Normalice. Imediatamente, ele teria aceitado executar o crime.

O assassino chamou a vítima para ir ao banheiro conferir o trabalho que ele havia terminado. Quando ela se sentou na privada, foi golpeada na cabeça com a marreta usada para quebrar paredes.

Após a primeira marretada, Normalice tentou fugir e conseguiu se arrastar por cerca de um metro. Em seguida, ela foi arrastada até o quarto, onde o pedreiro lhe golpeou mais uma vez. Como a mulher continuou agonizando, o pedreiro ainda pegou uma corda e a enforcou.

As casas de Normalice e Taliane são vizinhas. De acordo com a polícia, a filha ouviu a mãe pedir socorro, mas não fez nada para ajudá-la. No dia seguinte, Nascimento foi preso. Ele confessou que praticou o crime a mando de Taliane. A jovem também foi presa.


Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do R7