Pai diz que mulher agredida com cotovelada dorme amarrada por causa de fortes dores

Pai diz que mulher agredida com cotovelada dorme amarrada por causa de fortes dores

Autor da agressão está preso desde o dia 19 e vai responder por tentativa de homicídio qualificado, já que a vítima não teve chance de defesa

O pai da auxiliar de produção Fernanda Regina Cézar Santiago, internada desde o dia 16 após ser agredida com uma forte cotovelada no rosto, em São Roque (SP), disse em entrevista nesta terça-feira (26) que a filha apresenta melhoras, mas o sofrimento maior é durante a noite.

“Ela precisa ser amarrada na cama para passar a noite, porque se debate por causa das fortes dores de cabeça”, diz. A auxiliar de produção, de 30 anos, teve traumatismo craniano após ser atingida pelo comerciante Anderson Lúcio de Oliveira, de 35 anos, na madrugada de 16 de agosto.

Anderson está preso desde o dia 19 e vai responder por tentativa de homicídio qualificado, já que a vítima não teve chance de defesa, segundo a polícia. De acordo com Eduardo Cézar, irmão da vítima, Fernanda e Anderson são conhecidos e se encontraram ocasionalmente na festa realizada por uma casa noturna naquele fim de semana. Ele alega que os dois não tinham uma relação próxima.

O pai de Fernanda ressalta que ela está se recuperando aos poucos. “É muito bom ver que ela melhora, conseguimos até conversar um pouco, mas as dores de cabeça não passam nem com remédio. Alguém tem que passar a noite com ela. Está sendo muito difícil, mas minha filha está melhorando”, complementa. Segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado nesta terça, Fernanda permanece internada em estado estável na enfermaria neurológica do hospital, sem previsão de alta. Ela está consciente, mas passa grande parte do tempo dormindo, em virtude da medicação que está tomando, segundo o pai.

A auxiliar de produção é mãe de um menino, que não teve sua idade ou nome divulgados. Segundo a família, o menino não viu a mãe depois da agressão. “Não queremos que ele veja a mãe nestas condições. Estamos preservando ele”, afirma Geraldo. As imagens da agressão foram registradas por uma câmera de segurança de uma loja de motocicletas do outro lado da avenida onde está localizada a casa noturna onde os dois estavam horas antes na avenida Antonio Dias Bastos, no centro de São Roque. O vídeo, que foi solicitado pela própria família da vítima ao dono do comércio, mostra Fernanda discutindo primeiro com uma pessoa vestindo uma blusa branca. Depois, ela fala com Anderson, que está de terno e com uma lata de cerveja na mão. Na sequência, o rapaz desfere uma cotovelada contra ela. Pessoas que estavam no local chamam o resgate, que chega pouco tempo depois. Anderson permanece no local, impassível.

Fernanda foi levada para o Pronto-Socorro de São Roque e depois encaminhada para o Hospital Regional de Sorocaba, onde ficou internada na UTI por uma semana, até ser transferida para a enfermaria no sábado (23).

Fonte: G1