Pai mata filhos de 3 e 4 anos e, em carta, cita traição da mulher

Crianças foram encontradas na cama junto com o pai

Duas crianças, de 3 e 4 anos, foram mortas a facadas pelo próprio pai, na madrugada deste domingo (25), em São José do Rio Preto (SP). Após o assassinato, o pai, que tem 41 anos e é zootecnista com mestrado e doutorado na área, ainda tentou cometer suicídio.

De acordo com informações da Polícia Civil, por volta das 2h, a mãe das crianças, uma fisioterapeuta de 39 anos, foi até a uma Unidade de Pronto Atentimento (UPA) da cidade e, desesperada, avisou a um dos guardas municipais que seu marido havia matado os dois filhos a facadas. 

Os guardas foram até a casa com a mulher, onde encontraram o homem deitado na cama com as duas crianças. De acordo com o registro policial, os militares tentaram reanimar as crianças até a chegada do resgate, mas não conseguiram.

Os dois irmãos foram mortos pelo pai com facadas na jugular, segundo a polícia. O homem teria tentado cometer o suicídio em seguida e foi encontrado com várias perfurações no peito e ainda com a faca cravada no pescoço. Apesar de gravemente ferido, ele foi socorrido com vida ao Hospital de Base de Rio Preto, onde está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Carta

De acordo com a polícia, o homem deixou uma carta escrita à mão na casa da família em que diz ter descoberto uma traição da mulher e, por isso, decidiu matar os filhos e se matar em seguida, para que os filhos não tivessem de crescer sabendo da traição. O enterro das crianças será às 17h, deste domingo (25), em um cemitério da região. 

Residência onde a família morava (Crédito: Reprodução)
Residência onde a família morava (Crédito: Reprodução)



Fonte: Com informações do G1