Pedreiro é brutalmente assassinado dentro de obra onde trabalhava

Segundo a polícia, o acusado simulou assalto para não deixar pistas

Na manhã de terça-feira (19) um pedreiro identificado como José Ferreira Souza Filho, de 59 anos, foi morto a tiros em uma casa onde estava trabalhando, em Vitória (ES). De acordo com uma vizinha, o acusado estava esperando a vítima em frente à residência.

“Ele chegou dizendo ‘senhora, estou esperando uma pessoa aqui, mas ela está demorando. A senhora não poderia me dar um copo de água?’ e eu respondi que sim”, afirmou uma aposentada que reside próxima da casa. 

Um soldador de 49 anos, que reside na casa onde o pedreiro foi morto, conta que o autor dos disparos simulou um assalto, já que apontou uma arma para sua cabeça. “Ele colocou a arma na minha cabeça e disse ‘é um assalto, sai fora e corre para os fundos”, revelou. 

Segundo a polícia, é possível que o acusado tenha simulado um assalto para evitar deixar 'pistas' do crime. José Ferreira Souza Filho foi atingido com quatro tiros na cabeça e, devido à gravidade dos ferimentos, morreu no local.

Pablo Caetano, 21 anos, filho da vítima, lamenta o corrido e disse não saber o motivo do crime. "Não tenho a menor ideia porque fizeram isso com meu pai, ele não merecia. Era um homem trabalhador que sempre colocou a família em primeiro lugar", diz.

Image title




Fonte: Com informações do G1