Assaltantes são mortos a tiros na frente de hospital público em POA

Julio Santana, de 22 anos, foi morto com 6 tiros

Julio Santana, de 22 anos, foi morto a tiros por policiais durante um tiroteio, em frente a um hospital público de Porto Alegre

A vítima tinha antecedentes criminais por roubo, homicídio e porte ilegal de arma. Além disso, estava em liberdade provisória desde agosto de 2015. Os outros três bandidos que estavam com Julio também morreram, um vídeo que circula na internet, mostra o momento da execução de um dos bandidos. Dois inquéritos foram abertos, um militar e outro civil, para apurar o caso.

Júlio César de Moura Santana, foi abordado pela polícia durante uma blitz de rotina. Ao consultarem a placa do veículo, os policiais afirmam que foram atacados a tiros. Dois PMs foram feridos.

Vídeo mostra o momento da execução (Crédito: Reprodução)
Vídeo mostra o momento da execução (Crédito: Reprodução)


"Dali em diante, eles (bandidos) foram embora. Viemos para o (hospital) Cristo Redentor atender os militares e, da mesma forma, o i30 estava aqui e atirou novamente. A gente revidou para neutralizá-los. Eles deram azar de fazer o mesmo caminho que a gente" afirma o sargento Alexsandro.

Em frente ao hospital, começou um novo confronto. Os PMs revidaram os tiros da quadrilha e todos os ocupantes do i30 acabaram mortos.

Júlio César de Moura Santana (Crédito: Reprodução)
Júlio César de Moura Santana (Crédito: Reprodução)
Júlio César de Moura Santana (Crédito: Reprodução)
Júlio César de Moura Santana (Crédito: Reprodução)
Fonte: Com informações do R7