Suspeito de esquartejar em SP tira foto com vítima momentos antes do crime

Vítima estava desaparecida desde a madrugada de sexta-feira (21). Suspeito estava há três meses em Cananéia e conhecia a vítima.

O homem suspeito de ter matado e esquartejado um rapaz em Cananéia, no Vale do Ribeira, interior de São Paulo, tirou uma foto junto com a vítima momentos antes de se afastar com ela do grupo de amigos com quem conversavam. A imagem foi registrada na madrugada de quinta (20) para sexta-feira (21), última vez que Thomas Sanches, de 30 anos, foi visto com vida. Seu corpo foi encontrado esquartejado neste sábado (22), em frente a um hotel da cidade. O suspeito pelo crime, Gleydson Morgray, está preso. A polícia suspeita que eles tiveram um relacionamento homoafetivo.

Segundo pessoas próximas à vítima, Thomas conversava com Gleydson e um grupo de amigos em uma praça no centro de Cananéia. Em um dado momento, os dois saíram juntos e Thomas se despediu, dizendo que não o esperassem.


 Os colegas estranharam o sumiço e a família já vinha tentando encontrá-lo desde então, mas sem sucesso. No entanto, na manhã de sábado, um amigo de Thomas acionou a Polícia Militar e foi com as autoridades até a casa de Gleydson. No local, foi encontrado um lençol coberto de sangue. O suspeito ainda tentou fugir, mas foi detido e acabou confessando o crime. O corpo foi localizado pela polícia em frente a um hotel na Avenida Independência.

Gleydson não era muito conhecido em Cananéia, pois tinha se mudado apenas há três meses para o município, vindo de Guarulhos, na Grande São Paulo. A polícia destaca que ele não possuía antecedentes criminais. O caso segue sendo investigado pela equipe da Delegacia Sede de Cananéia.


Fonte: G1