Trio preso com 31 cartões faturou mais de R$ 500 mil, diz polícia

Trio de "cartãozeiros" foi preso em Fronteiras, no domingo dia 08.

No último dia 08 de outubro, três homens identificados como João Santos Prata, de 39 anos, Gessefran Siqueira da Silva, de 39 anos, e Mateus Carvalho da Silva, de 31 anos, foram presos em  Fronteiras, a cerca de 399 km de Teresina, portando 31 cartões bancários de bancos como o Brasil, Bradesco e Caixa Econômica todos em nomes de terceiros.

De acordo com o tenente Gilson Medeiros, comandante de policiamento do município, os três são acusados de atuar como '"cartãozeiros" e vão responder também por falsidade ideológica e formação de quadrilha. "Eles [os três acusados] iam as agências durante os finais de semana e clonavam os cartões. Além disso, efetuavam saques em dinheiro e realizavam transações bancárias', disse. 

Segundo o comandante, as ações criminosas renderam lucro para os estelionatários que se aproxima a de R$ 500 mil. 'Conseguimos identificar duas vítimas, sendo que uma teve R$ 22 mil levados e outra R$ 5 mil', acrescentou. 

O tenente Rodrigues explica que dois já tinham passagem por estelionato. "Um deles estava com uma identidade falsa, o que configura o crime de falsidade ideológica. Os outros dois já são envolvidos com estelionato. Foi apurado que eles se dirigiam até os terminais, onde se aproveitavam de pessoas mais vulneráveis, como idosos', disse.

Os três foram presos durante uma blitz/barreira nas vias de entradas e saídas da cidade, onde policiais Militares da 4ª CIA abordam um veículo modelo Corsa Classic, de cor Cinza, de placa PIF 2597, onde no seu interior estavam os três indivíduos.

Todos os infratores foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Fronteiras onde foram autuados em flagrante delito por estelionato e por falsidade ideológica.

Ca~rtões encontrados com os três acusados (Crédito: Divulgação)
Cartões encontrados com os três acusados (Crédito: Divulgação)




Fonte: Portal Meio Norte