Vigia suspeito de vender drogas em escola será afastado, diz Seduc

'Será desligado e substituído imediatamente', diz a Seduc, em nota.

Uma operação montada pela Polícia Civil visando desmontar uma associação criminosa de venda de drogas e crimes contra o patrimônio (roubos e furtos) nas cidades de São João do Arraial, Campo Largo e Esperantina, resultou na prisão de cinco pessoas. Um dos presos, identificado como Hugo Correia da Silva, trabalha como vigia na Escola Família Agrícola dos Cocais, de São João do Arraial. 

Cinco pessoas foram presas durante a Operação (Crédito: Polícia Civil)
Cinco pessoas foram presas durante a Operação (Crédito: Polícia Civil)

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc)em nota, informou que o homem possui contrato temporário e reafirma que o mesmo será afastado. "Sobre prisão do vigia Hugo Correia da Silva, lotado na Escola Família Agrícola dos Cocais, de São João do Arraial, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa que o funcionário tem um contrato temporário com esta secretaria e que, por esse motivo, será desligado e substituído imediatamente, de forma que a unidade não fique sem agente de portaria. Esclarecemos, ainda,que a Seduc está acompanhando de perto o caso e, de acordo com as autoridades policiais, apesar de ter sido constatada a venda nas dependências da escola , não há indícios de comercialização de entorpecentes para os alunos", diz a nota, enviada à imprensa. 

De acordo com o delegado Everton Férrer, gerente de policiamento do interior, a operação contou com seis mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão. Ainda de acordo com ele, até o momento cinco pessoas foram presas e uma não foi encontrada.

A investigação demorou cerca de quatro meses e concluiu que o esquema funcionava há mais de um ano vendendo entorpecentes dentro escolas públicas e com isso patrocinando roubos e furtos com armas de fogo e motocicletas.

“Ele fazia o trabalho de comercialização lá dentro mesmo, para quem quisesse realizar a compra, isso inclui os alunos”, declarou.





Fonte: Portal Meio Norte