Ponte Anselmo Dias ligará zona sudeste ao centro de Teresina

Obra já está bastante avançada e deve ser finalizada até fevereiro

A Ponte Anselmo Dias está com as obras em ritmo acelerado. Essa construção promete ser um novo corredor de acesso entre as zonas sudeste e sul, o que diminuirá os congestionamentos existentes neste corredor de acesso. A obra está orçada em R$ 66 milhões, e a parte financeira já foi executada em 60%. Já a parte física está em 55%.

A execução é da Prefeitura Municipal de Teresina, através da Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Sudeste (SDU/Sudeste). A expectativa é que a ponte fique pronta até fevereiro. Também estão sendo prolongadas as vias de acesso à ponte, que são as avenidas Cajuína (Leste), Gil Martins (Sul) e José Francisco de Almeida Neto (Sudeste).

No momento, a construtora responsável está finalizando a base, tubulação, pilastras, laje e montagem de vigas da ponte. Este processo, segundo o mestre de obras Valdeci Santos, está bem avançado. “Estamos em 70% deste processo. A obra está bem acelerada”, diz.

Image title

Segundo Márcia Santos, superintendente da SDU/Sudeste, essa intervenção mudará consideravelmente a mobilidade urbana de toda a zona sudeste da capital. “Com isso, o acesso ao centro e à zona leste será otimizado. Vai melhorar bastante a mobilidade urbana da zona sudeste, pois é uma ponte com seis faixas de tráfego, três em cada sentido, com faixa exclusiva para ônibus, ciclovias e área para pedestres”, afirma.

Ela ressalta que outras obras também fazem parte deste conjunto de mudanças. “Hoje também estão sendo executados terminais de passageiros na zona sudeste, o que também faz parte da mobilidade urbana. Um no bairro Itararé, e o terminal Livramento, que fica na Avenida dos Expedicionários com a Joaquim Nelson. Estes estão sendo executados pela Strans”, declara Márcia Santos.

Modificações melhorarão o tráfego de veículos pesados

Segundo Márcia Santos, a região sudeste apresenta muitos congestionamentos pelo grande volume de carros pesados que precisam trafegar por lá. “Estamos modificando o tráfego de toda a zona Sudeste, trazendo mais segurança e conforto aos moradores da região sudeste e de toda a Teresina. Hoje nós temos muito tráfego pesado na zona sudeste. Caminhões e ônibus interestaduais e intermunicipais passam por lá, tanto de quem vem da zona norte do estado como também da zona sul”, atesta

Além dos veículos que só passam por esta zona, também existem pontos fixos de carga e descarga. “Também temos garagens de ônibus urbanos e intermunicipais, além de caminhões que transportam petróleo do terminal petrolífero. Tudo isso gera um tráfego pesado na Avenida Paulo Ferraz, que é a BR-343”, considera a superintendente.

Image title

Ponte tem recursos do PAC Mobilidade Urbana

Dos R$ 66 milhões de investimento, R$ 61,6 milhões são recursos do Governo Federal através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de Mobilidade Urbana. Os outros 4,4 milhões são de recursos do município. Em termos de estrutura, a Ponte Anselmo Dias terá 326,27 metros de extensão e 26,35 metros de largura.

A ponte recebe o nome de Anselmo Dias, que quando vivo foi um atuante líder comunitário e vereador da capital. Anselmo morreu em maio de 2014, vítima de um câncer na garganta.

Fonte: Lindalva Miranda e Lucrécio Arrais